Vasco Ribeiro tem 69% de probabilidades de se qualificar para o CT…

publicado há 12 meses por 0

VASCO-RIBEIRO-69-POR-CENTRO-DE-PROBABILIDADES-DE-SE-QUALIFICAR-PARA-O-CT

Ao se sagrar campeão mundial júnior da WSL, Vasco Ribeiro juntou-se a uma elite de apenas 15 surfistas que entre 1998 e 2015 venceram esse prestigioso título.

Entre esses surfistas, apenas três foram campeões mundiais júnior duas vezes, Joel Parkinson, Pablo Paulino e Jack Freestone, e quatro, Andy Irons, Joel Parkinson, Adriano de Souza e Gabriel Medina, acabaram por conquistar o título máximo da WSL, sagrando-se campeões do Championship Tour.

Além dos quatro campeões do CT, que totalizaram 6 títulos mundiais (AI foi responsável por 3 deles), outros 5, Pedro Henrique, Kekoa Bacalso, Jordy Smith, Jack Freestone e Caio Ibelli, também conseguiram a qualificação para a “elite”.

De fora ficaram apenas Pablo Paulino, Kai Barger, Maxime Huscenot, Vasco Ribeiro e Lucas Silveira. Pablo e Kai já não são candidatos sérios ao CT já que Paulino, apesar de ter tentado um “comeback” em 2014, e Barger, que ainda compete (apesar de não constar no top100 do QS desde 2001), são “cartas fora do baralho”. Vasco e Silveira encontram-se no top100 do QS no momento e Maxime está fora mas no ano passado ficou muito perto da qualificação.

Esta proporção, 9 qualificados em 15 surfistas, significa que 60% dos surfistas que venceram este título mundial júnior entraram no CT. Mas, tendo em conta que Ribeiro e Silveira são campeões muito recentes e que alguns dos campeões demoraram mais do que 2 anos conseguir a qualificação, vamos excluí-los da equação. Isso significa que 9 em 13 campeões tiveram sucesso, passando a estatística para 69%. Tendo isso em conta podemos dizer que Vasco Ribeiro tem 69% de hipóteses de se qualificar, já que tem sido essa a tendência do tour.

Vasco Ribeiro ocupa neste momento a 56º posição no ranking e apesar de ainda não ter qualquer resultado que se pode considerar um “keeper”, ainda tem muitas oportunidades de mudar a sua sorte já este ano e mexer nas estatísticas para os próximos campeões do mundo.

Em relação ao título mundial, as estatísticas baixam bastante. Neste momento só 26.7% (ou 30.7% se excluirmos Vasco e Lucas) dos surfistas deste grupo conseguiram títulos mundiais no Championship Tour, o que, mesmo assim, é um indicativo muito bom de até onde o surfista de S. João do Estoril poderá chegar!

Mais conteúdos da série “Curiosidades Surfisticas” AQUI!

(Adriano de Souza foi o mais jovem campeão mundial júnior da WSL, vencendo em 2003, aos 16 anos. Em 2005 venceu o circuito de qualificação para o CT e em 2015 foi campeão)

Comentários