Chegou ao fim a segunda etapa do Championship Tour de 2019, o Rip Curl Pro Bells Beach, com vencedores que passaram grande parte do ano passado fora do circuito a recuperar de lesões.

As ondas estavam mais pequenas que no dia anterior mas mesmo assim rondavam os 3 metros nos sets maiores. O dia final começou com uma vitória fácil para Ryan Callinan, que atacou os lips de backside e sem misericórdia para eliminar o 11x campeão mundial, Kelly Slater, com larga vantagem.

De seguida Filipe Toledo dominou o seu heat contra Jacob Willcox, mas era do heat seguinte que todos falavam. A bateria tinha dois bicampeões mundiais, Gabriel Medina e John John Florence, e especulava-se que quem o vencesse provavelmente vencia a final. Ambos foram destaques ao longo da prova e a única diferente entre eles neste heat foi que Florence encontrou duas ondas com secções verticais e Medina só encontrou uma e no fim isso fez toda a diferença.

Para terminar a fase um pouco de polémica. Na etapa anterior Ítalo Ferreira e Jordy Smith encontraram-se nas meias finais e a vitória de Ferreira não foi muito convincente. Desta vez Smith começou forte e tinha a prioridade quando Ítalo apanhou a sua quarta onda. O sul africano aproveitou para bloquear o seu adversário mas o brasileiro conseguiu sair antes de estragar o seu potencial, algo que não foi suficiente para não levar uma interferência. E, apesar de muito protesto, a interferência foi marcada em concordância com as regras mas algo nos diz que as mesmas serão revistas muito em breve.

Nas meias finais Toledo virou o resultado a seu favor na última onda, eliminando Callinan, e Florence fez o mesmo, mas não na última a Smith. Já a final foi liderada durante grande parte do tempo por Filipe Toledo mas perto do John John voltou aos seus laybacks no lip para virar o resultado. Em cima do toque Filipe ainda fez mais uma onda mas não conseguiu fazer o 6.98 que precisava e Florence de uma vez só voltou a vencer uma prova e a liderar o tour.

Na categoria feminina Courtney Conlogue voltou a lançar-se como uma legitima candidata ao título mundial. Foi a sua adversária, Malia Manuel, quem começou melhor mas quando Conlogue apanhou uma onda do set que abriu do início ao fim, sempre a oferecer secções verticais, recebeu uma nota 10 a vitória.

Comentários