29 títulos mundiais foram atribuídos na categoria masculina desde a fundação do CT, divididos por apenas 12 surfistas. E se Kelly Slater foi o surfista mais novo a conquistar o título mundial, aos 20 anos, não sendo superado por uma questão de meses por Gabriel Medina, quem será o mais velho a conquistar essa honra?

 

(mais velho a conquistar o título)
Sunny Garcia
30 anos e 9 meses de idade
O havaiano quase se sagrou campeão mundial em 1995, aos 25 anos, quando chegou ao Havai a uma etapa do fim com uma sólida liderança do ranking. Teoricamente o seu grande adversário seria Rob Machado, o número dois do ranking mas, ao perder cedo para o wildcard Mark Ochhilupo, deixou a porta aberta para Kelly Slater também entrar na conversa e eventualmente conquistar o terceiro título mundial. Sunny manteve-se na disputa nos anos que se seguiram e foi em 2000, já sem KS no tour, que se sagrou campeão aos 30 anos e 9 meses de idade. Com vitórias nas duas primeiras etapas, na Gold Coaste e em Bells, segundo lugar em Huntington Beach e 3ºs em Hossegor, Figueira da Foz e no Rio de Janeiro, Garcia sagrou-se campeão durante o Rio Surf International, assim que os seus adversários mais próximos, Luke Egan e Jake Patterson, perderam nos oitavos de final.

(mais velho a conquistar o título)
Joel Parkinson
31 anos e 8 meses de idade
Joel parecia destino a conquistar o título em 2009, ano em que venceu as duas primeiras etapas do ano, ficou em 3º na quarta e venceu a quinta, liderando o circuito a meio da temporada com uma vantagem de quase 1.500 pontos. Até que o seu amigo Mick Fanning ganhou forma e venceu também três provas, acabando por conquistar o seu segundo título mundial. Parko teve que esperar mais três anos para conquistar o seu primeiro e único título, em 2012. Slater venceu três etapas nesse ano, Fanning duas, enquanto que Joel chegou a Pipeline sem qualquer vitória mas com três finais e três terceiros lugares. A disputa chegou às meias finais e quando Kelly perdeu nas meias Joel sagrou-se automaticamente campeão mundial, fechando o ano com a chave de ouro ao vencer o Billabong Pipe Masters.

(mais velho a conquistar o título)
Mick Fanning
32 anos e 4 meses de idade
Fanning conquistou o seu primeiro título aos 26 anos, segundo aos 28 e terceiro aos 32, colocando-se numa elite mesmo entre os campeões mundiais, igualando os recordes de Tom Curren e Andy Irons, ficando atrás apenas de Mark Richards (4x campeão mundial) e Kelly Slater (11x). Mick ainda esteve em forte disputa pelo título em 2014 e 2015, acabando ambos como vice-campeão mundial.

(mais velho a conquistar o título)
Mark Occhilupo
33 anos e 4 meses de idade
Occy é o mais improvável campeão mundial talvez até da história da ASP/WSL uma vez que “queimou” cedo e reformou-se do tour ainda muito jovem. O seu regresso aconteceu depois do sucesso dos Billabong Challenges, momento em que Mark começou a recuperar a forma e voltou a competir. Depois de destroçar o sonho de Sunny Garcia como wildcard no Pipe Masters e no ano seguinte largar sangue, suor e muitas lágrimas no duro circuito QS para se qualificar para o CT de 1997, acabou o ano num incrível segundo lugar atrás de Kelly Slater. No primeiro ano da primeira reforma de Kelly, Occhilupo aproveitou as vitórias nas três esquerdas perfeitas do tour, Teahupoo, Fiji e Mundaka, para conquistar o título por antecipação na etapa brasileira do circuito. O seu título marcou por ter sido um dos maiores “comebacks” da história, numa época em que muitos competidores abandonavam o circuito antes dos 30 anos.

(o mais velho a conquistar o título)
Kelly Slater
39 anos e 8 meses de idade
Caso Slater se tivesse mantido reformado como “prometido” no fim de 1998, depois de conquistar o seu sexto título mundial, possivelmente ainda seria considerado hoje em dia como o G.O.A.T. do surf. Mas, como todos sabemos, voltou poucos anos mais tarde para conquistar mais 5 títulos mundiais. Em 2015 “roubou” o recordo de surfista mais velho a sagrar-se campeão mundial das mãos de Occy, vencendo o título aos 33 anos, repetindo o feito aos 34, 36, 38 e, finalmente em 39. Kelly ainda ficou perto de “roubar a festa” nos dois anos seguintes, acabando ambos como vice-campeão. Tudo aponta que 2022, ano em que faz 50 anos, seja o seu último como competidor a tempo inteiro e um 12º faria da sua carreira ainda mais “lendária” mas, nesta fase, parecer altamente improvável.

 

 

Mais artigos da série “curiosidades surfisticas” AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.