Selecção Nacional e FPS associam-se a causa social – “Casa das Cores”

publicado há 6 meses por 0

fps-associa-se-a-casa-das-cores

De 17 a 25 de Setembro vai decorrer o VISSLA ISA World Junior Surfing Championship, o Mundial Júnior de Surf que elege a melhor selecção de surfistas juniores do mundo, em S. Miguel, Açores.

Além dos treinos diários e dos olhos postos no pódio, os 12 atletas e equipa técnica que compõem a selecção nacional de surf, em conjunto com a Federação Portuguesa de Surf, associam-se a uma causa de cariz social e sensibilizam a comunidade surfista na importância de casas de acolhimento e da integração de jovens em sociedade. Assim, tornam-se embaixadores solidários do projecto Casa das Cores – Crescer como Criança.

Casa das Cores traduz-se num Centro de Acolhimento Temporário para crianças em perigo, cuja protecção e garantia de direitos passa, em determinado momento das suas vidas, pela institucionalização.

Com início em 2009, este centro tem capacidade para receber 12 crianças de ambos os sexos, onde se possam criar as condições mais próximas das de um ambiente familiar saudável e equilibrado e que permita a construção e concretização de projectos/objectivos de vida. Além da vertente de acolhimento, a Casa das Cores tem também como objectivo a aposta no trabalho de mediação e reestruturação dos laços familiares, o apoio às famílias, consciencializando-as para uma maior eficácia no desempenho das suas funções parentais e a análise e encaminhamento de cada caso concreto que requeira respostas exigentes.

No decorrer do campeonato, estão previstas acções nas redes sociais como vídeos e fotografias que enfatizarão o papel da equipa da selecção e da FPS como embaixadores.

João Aranha, Presidente da Federação Portuguesa de Surf, afirma “a importância de associar o desporto, nomeadamente o surf, a este tipo de causas e, por sua vez, de sensibilizar a comunidade surfista mundial para a necessidade de apoiar as crianças com enorme potencial para, quem sabe, serem, um dia, surfistas também. Além do mais, um Mundial Júnior de Surf, sendo umas das principais provas de surf do mundo, poderá também ter um papel de aprendizagem social, a par da competição”.

“Estamos muito contentes por sermos embaixadores da Casa das Cores. Gostava que todas as crianças se sentissem acolhidas e tivessem as mesmas oportunidades que nós tivemos” indica Luís Perloiro, o mais velho atleta masculino da seleçcão.

Site oficial Casa das Cores – www.msv.pt/

Comentários