Frederico Morais confirmou a presença no Allianz Figueira Pro, no arranque da Liga MEO Surf 2020, a principal competição de Surf em Portugal que define os títulos máximos de campeões nacionais. Este vai ser o regresso à competição de Kikas, depois da paragem forçada das provas internacionais da Liga Mundial de Surf (WSL) devido à pandemia do Covid-19.

O representante português na elite do surf mundial vai, assim, juntar-se aos maiores nomes do surf nacional na Praia do Cabedelo, onde irá decorrer o Allianz Figueira Pro, de 19 a 21 de Junho.

Frederico, que em 2020 já tinha feito duas provas do circuito mundial de qualificação (QS), não perdeu a oportunidade de entrar em competição pela primeira vez nos últimos três meses, preparando-se para recuperar o ritmo competitivo da melhor forma com vista à preparação do regresso aos palcos do surf mundial.

Frederico Morais, surfista do CT e bicampeão nacional 
“Estou muito contente de poder voltar a competir na Liga MEO Surf. Geralmente, por uma questão de calendário, é completamente impossível, mas este é um circuito que muito me diz, não só porque é nacional, como também porque foi onde dei os meus primeiro passos e vejo-o com uma janela de oportunidade para todos aqueles que querem ser surfistas profissionais. No meu caso, vai ser uma ótima forma de ganhar ritmo e surfar ondas portuguesas enquanto a competição do circuito mundial não arranca. Fico mesmo muito feliz do surf estar de volta e, uma vez mais, ser uma marca da qual sou embaixador a proporcionar este circuito impulsionador. Tenho a certeza que vai ser um bom campeonato”.

Com a devida autorização da World Surf League enquanto o World Championship Tour estiver suspenso, Frederico regressa à Liga MEO Surf depois de já ter marcado presença na etapa inaugural de 2019, e surge naturalmente como um candidato de última hora ao triunfo nas ondas da Figueira, onde já venceu em 2012, lado a lado com nomes como o do bicampeão nacional em título Miguel Blanco, ao tetracampeão nacional Vasco Ribeiro ou ao vice-campeão nacional em título Tomás Fernandes.

O Allianz Figueira Pro será a primeira prova de surf em todo o Mundo após a pandemia do Covid-19 e conta agora com este nome sonante do surf nacional e mundial. Além de ser a etapa inaugural da Liga MEO Surf 2020, será igualmente a primeira prova da Allianz Triple Crown que, na sexta edição consecutiva, distribui um prémio total de 8.000 Euros, equitativo entre o vencedor masculino e vencedora feminina.

Em termos de troféus laterais, acrescem a luta pela melhor manobra na Renault Expression Session e pela Somersby Onda do Outro mundo (ambos com 2.500€ anuais); o início da disputa do Santander Award a definir no final do ano com ponderação entre a performance desportiva e aproveitamento escolar; a designação dos melhores surfistas locais (masculino e feminino) com uma premiação de 1.500€ por via da Câmara Municipal da Figueira da Foz. Novidade este ano também para o Bom Petisco Girls Score, o primeiro prémio exclusivamente dedicado às senhoras, com 2.500€ anuais para a melhor pontuação combinada no quadro de competição feminino.

Comentários

3 comentários a “Frederico Morais compete no Allianz Figueira Pro”

  1. Jose Bernardes diz:

    Peticao para o Kanoa tambem entrar…ja! xD

  2. Nuno Campos diz:

    Ainda vai também o kanoa. 😜 Isso é que era. 🙂