A World Surf League anunciou as novidades para o WSL Big Wave Tour, o circuito mundial de ondas grandes. A nova plataforma da WSL proporcionará acções incomparáveis através da nova série “Strike Missions”, além de mudanças no formato dos eventos e no Big Wave Awards, gerando conteúdo durante todo o ano, com tudo centralizado em uma nova base digital, projectada para destacar os desempenhos dos surfistas que desafiam os limites das ondas grandes.

A nova plataforma WSL Big Wave, eleva o perfil da modalidade destacando os atletas, capturando e apresentando os momentos mais emocionantes do Big Wave World Tour. Em vez de esperar pelas ondulações gigantes, a nova plataforma será mais dinâmica, permitindo que a WSL seja mais rápida para entrar em acção quando as maiores ondas estiverem quebrando em qualquer lugar do mundo. Isso oferecerá conteúdo mais emocionante para os fãs, incluindo highlights das “Strike Missions” e as últimas notícias do mundo do surf em ondas grandes.

A nova plataforma da WSL terá quatro áreas distintas, além do conteúdo das competições ao longo do ano: a série Strike Missions, o Jaws Big Wave World Championships em Pe’ahi, o Nazaré Tow Challenge e o Big Wave Awards. A série Strike Missions vai monitorizar as previsões de grandes ondulações e enviar equipes da WSL para o olho da tempestade, a fim de mostrar o surf de ondas grandes fora das competições. Com o lançamento do WSL Studios no início deste ano, esse novo conteúdo aproximará os fãs das ondas grandes mais do que nunca, através de narrativas exclusivas dos bastidores e destaques inigualáveis.

“Estou muito feliz com todas essas mudanças e com a oportunidade dos fãs verem ondas grandes surfadas de maneira diferente com esta nova plataforma”, disse Keala Kennelly, actual campeã mundial do Big Wave Tour. “A nova abordagem refletirá a realidade e a adaptabilidade do surfe em ondas grandes, onde momentos incríveis acontecem a qualquer momento e, com a WSL, quero compartilhar esses momentos épicos com o mundo todo”.

A WSL vai promover dois eventos reestruturados nesta temporada, em Pe’ahi no Havai e na Nazaré, Portugal. O Jaws Big Wave em Pe’ahi, também conhecido por Jaws, contará com os melhores surfistas de ondas grandes do mundo inteiro, para decidir os campeões mundiais em ondas grandes das categorias masculina e feminina. A onda mais icónica do surf em ondas gigantes, é o maior teste de habilidade e coragem no universo do desporto. Já o Nazaré Tow Challenge será um evento para os atletas convidados utilizarem jet skis para droparem as maiores ondas de Nazaré, que é a casa dos recordes mundiais de ondas gigantes e sempre apresenta condições para superar limites e barreiras numa competição nunca antes vista.

“Estou muito animada com esse novo rumo para a modalidade”, disse Maya Gabeira, que ganhou o GUINNESS WORLD RECORDS na Nazaré pela maior onda surfada por uma mulher. “O surf em ondas grandes tem muitas personalidades e histórias. É mais do que apenas pegar a onda. Cada atleta tem uma visão e uma abordagem diferente. Todos temos origens e focos diferentes. Isso tudo torna o surf em ondas grandes muito especial porque, apesar dessas diferenças, todos estamos tentando alcançar os mesmos objectivos. O Nazaré Tow Challenge será muito interessante para ver como será a dinâmica do jogo. Será uma loucura ver o evento acontecer em condições gigantes e desafiadoras, o que já é um teste para nós quando vamos lá. Colocar isso em uma perspectiva de competição, pode realmente atingir outro nível e mostrar como este desporto é diferente e único.”

Com a nova plataforma, os indicados ao Big Wave Award terão uma área dedicada para comemorar todos os momentos incríveis ao longo do ano. O Big Wave Awards será válido para o GUINNESS WORLD RECORDS e todos os participantes do Big Wave Awards têm o potencial de quebrar os actuais recordes mundiais, que serão revelados na festa anual de premiação.

Como parte dessa nova plataforma, a WSL também lançará o Big Wave Development Fund, focado na próxima geração de surfistas de ondas grandes. Esse fundo se concentrará na segurança do surfe em ondas grandes e workshops que ajudarão os surfistas a aumentar a experiência e as habilidades necessárias para surfar as ondas gigantes em lugares como Nazaré e Pe’ahi.

O período de espera tanto para o Jaws Big Wave World Championships em Pe’ahi no Havaí, como para o Nazaré Tow Challenge em Portugal, começa no dia 01 de novembro de 2019 e vai até 31 de março de 2020. Outro palco tradicional de ondas gigantes, Mavericks, na Califórnia, não será mais um evento do WSL Big Wave Tour devido aos vários desafios de logística, além da incapacidade de executar o evento, que não aconteceu nas duas últimas temporadas. Mas, a série Strike Mission e o Big Wave Awards devem incluir o conteúdo gerado em Mavericks.

“Estamos empolgados em lançar a nova plataforma WSL Big Wave, que aproveita a imprevisibilidade do surfe em ondas grandes e vai compartilhar momentos inacreditáveis à medida que acontecerem”, disse Pat O’Connell, WSL SVP of Tours and Competition. “O ritmo do surf em ondas grandes é imprevisível. Um swell pode chegar sem muito aviso e em dois dias os surfistas precisam estar emocionalmente e fisicamente prontos para superar o poder da Natureza. Essa evolução na abordagem do surfe em ondas grandes, nos permite estar presentes quando esses momentos acontecerem e valorizar ainda mais os surfistas da modalidade, fornecendo constantemente novos conteúdos para os fãs no mundo todo.”

 

Comentários