Fanning, Medina e Burrow eliminados no round 3

publicado há 1 ano por 0

ROUND-3-DO-QUIKSILVER-PRO-GOLD-COAST

As condições acertaram para o dia 5 do Quiksilver Pro Gold Coast e os melhores surfistas do planeta aproveitaram bem.

Apesar de haver poucos tubos e algumas secções “moles”, havia muitas secções bastante verticais e muito potencial de manobras fortes. A prova começou com os dois heats do round 2 que tinham ficado por realizar no dia anterior e Caio Ibelli foi o primeiro vencedor do dia, eliminando o rookie local Jack Freestone a caminho de grandes resultados.

O round 3 começou com um heat bastante fácil para Filipe Toledo já que o seu adversário, Ryan Callinan, parecia perdido no pico. Toledo, ao contrário do primeiro dia, surfou no seu mais alto nível mesmo tendo em conta que não fez qualquer aéreo, e venceu o heat com combinação.

Um dos grandes heats desta fase foi o de Conner Coffin contra Ítalo Ferreira, um confronto de estilos incrível. Ambos surfaram muito e a liderança mudou várias vezes de mãos, mas Coffin encheu a sua última onda de manobras fortes e venceu a bateria.

A primeira grande surpresa do dia foi a eliminação de Mick Fanning frente a Sebastian Zietz. O 3x campeão do mundo liderou a maior parte da bateria, mas foram notas conseguidas em ondas fracas. No último minuto Zietz tinha a prioridade e precisava de pouco mais de 5 pontos. Sebastian surfou a sua última onda um pouco nervoso, mas encaixou algumas manobras a soltar muita água e conseguiu a nota com 2 pontos de sobra.

Para terminar o round Gabriel Medina defrontava um surfista que muitos consideram que merece estar no Championship Tour, Stu Kennedy, mas que em 2015 ficou à porta da qualificação. No entanto o australiano está a aproveitar bem esta oportunidade e depois de eliminar Slater no round 2, tratou de fazer o mesmo a Medina no round 3. Ambos fizeram um par de notas de 8 pontos mas de Stuart foram ligeiramente mais altas e assim “tombou” mais um “gigante”.

A prova avançou para o round 4 onde Filipe Toledo mostrou que é o claro favorito à vitória. Com grandes carves e um aéreo impressionante o brasileiro pontuou duas notas 9 e um 10, garantindo uma vaga nos quartos de final.

Também Matt Wilkinson venceu o seu heat do round 4, batendo Adriano de Souza e Caio Ibelli para fazer o seu melhor início de ano em muito tempo.

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Comentários