Frederico Morais é presença garantida no Allianz Ericeira Pro, terceira etapa da Liga MEO Surf, a primeira divisão do surf nacional e que atribui os títulos máximos do Surf em Portugal. O quadro de competição é agora conhecido, com Frederico a voltar à competição doméstica após ter-se sagrado campeão nacional em 2020. Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot competem com o estatuto de licra amarela Go Chill.

Frederico Morais na Liga MEO Surf
Campeão Nacional em 2013, 2015 e 2020
14 vitórias em etapas

Após não se ter mantido na segunda metade da temporada do Circuito Mundial de Surf, Kikas procura, agora, garantir o regresso ao topo do surf mundial através do circuito Challenger Series, possibilitando assim um regresso à Liga MEO Surf.

Frederico Morais, top 10 mundial em 2021 e campeão nacional em 2013, 2015 e 2020
“É ótimo poder voltar a competir em casa, especialmente em Ribeira d’Ilhas, que é um sítio que adoro surfar e onde sempre me dei bem. Estou contente por isso e ansioso pelo campeonato. Havendo um Challenger Series daqui a uns na Ericeira torna esta etapa ainda mais aliciante, pois essa será uma prova importante para a minha requalificação para a elite mundial. Esta é uma ótima oportunidade para me testar e voltar a estar em sintonia com Ribeira d’Ilhas. O objetivo passa sempre por ganhar. O surf nacional tem ótimos surfistas e temos uma geração que dá muito trabalho, por isso não posso relaxar. Vou fazer o mesmo que faço em todos os campeonatos, pensando heat a heat, mas sempre à procura de sair triunfante.”

Frederico vai, assim, juntar-se à nata do surf nacional, onde se destaca o campeão nacional em título e atual líder do ranking, Vasco Ribeiro, e Afonso Antunes, vencedor da última etapa que se realizou no passado mês de abril. O seeding de prova ditou que Frederico e Vasco poderão encontra-se em confronto direto nas meias-finais do Allianz Ericeira Pro.

Destaques do quadro masculino – Round 1:
H3: Arran Strong x Daniel Nóbrega x Alexandre Almeida x Frederico Morais
H8: Vasco Ribeiro x Santiago Graça x Salvador Costa x trialista

Quadro completo de competição masculino – Clique aqui

Do lado feminino, o destaque vai, naturalmente, para Teresa Bonvalot, atual líder do ranking e vencedora da etapa anterior, que regressa à principal competição nacional depois do triunfo histórico na prova do circuito Challenger Series em Sydney. Teresa encontra-se atualmente na 3.ª posição do ranking desse circuito, em lugar de acesso à elite do Surf mundial.

Destaques do quadro feminino – Round 1:
H2: Teresa Bonvalot x Maria Salgado x Teresa Pereira x Eva Soeiro
H3: Kika Veselko x Maria Dias x Matilde Pinto

Quadro completo de competição feminino – Clique aqui

Na sequência do Dia Mundial dos Oceanos que se celebra a 8 de junho, no dia anterior ao arranque da competição, realizar-se-á a tradicional ação de sensibilização para a proteção dos oceanos, liderado pelo Grupo Jerónimo Martins, e com a participação de crianças das escolas do concelho de Mafra.

O Grupo Jerónimo Martins, parceiro de sustentabilidade da Liga MEO Surf, e as suas Companhias estão sempre atentos a oportunidades para reduzir a sua pegada de plástico e para contribuir para a preservação do meio marinho. Exemplo disso, foram as iniciativas pioneiras do Pingo Doce de permitir aos clientes o uso de embalagens próprias para o acondicionamento de produtos em todas as secções das lojas, e de lançar a webserie “Amar o Mar”, direcionada ao público infantil, com exemplos e dicas práticas para reduzir a pegada ambiental.

Em Ribeira D’Ilhas serão premiados também a melhor onda da etapa através do prémio Joaquim Chaves Saúda Best Wave, enquanto o Bom Petisco Girls Score distinguirá o melhor score feminino. A isso junta-se a luta pela Go Chill Expression Session, tanto na vertente masculina como feminina. Por fim, destaque ainda para o prémio atribuído pela Câmara Municipal de Mafra aos melhores surfistas locais deste Allianz Ericeira Pro.

Comentários