O Challenger Series é o circuito que atribui a qualificação para a “primeira divisão” do surf competitivo, o Championship Tour.

Serão 6 as etapas, duas realizadas na Austrália, Gold Coast e Sidney, uma em Ballito na África do Sul, uma Huntington Beach, Califórnia, EUA, Ribeira D’Ilhas (Portugal) e Saquarema, Brasil. Qualificadas para este evento as portuguesas Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot, 1º e 2º classificadas no ranking QS Europeu, e Francisca Veselko, que foi a melhor surfista da Europa no ranking Challenger Series atrás da já qualificada Vahine Fierro, recebendo assim um wildcard.

Entre os homens, apenas Guilherme Ribeiro conseguiu a classificação pelo ranking QS Europeu, tendo terminado em 7º devido a uma prestação brilhante na última prova do ano, realizada na Caparica. A ele poderá juntar-se Frederico Morais, que atualmente compete no Championship Tour mas está a precisar de um resultado muito forte na quinta etapa do circuito, em Margaret River se quiser escapar ao “cut” do meio do ano. Caso não consiga, algo que é improvável, Kikas terá neste circuito outra oportunidade de regressar à elite do surf mundial em 2025.

Calendário do circuito Challenger Series:
– 27 de Abril a 4 de Maio – Bonsoy Gold Coast Pro;
– 9 a 16 de Maio – GMW Sydney Surf Pro;
– 1 a 8 de Julho – Ballito Pro;
– 3 a 11 de Agosto – US Open of Surfing;
– 29 de Setembro a 6 de Outubro – EDP Ericeira Pro;
– 12 a 2o de Outubro – Corona Saquarema Pro;

Comentários