Wildcard para o MOCHE Rip Curl Pro Portugal será atribuído por ranking…

publicado há 2 anos por 0

WILDCARD-PARA-O-MOCHE-RIP-CURL-PRO-2015

O MOCHE Rip Curl Pro Portugal é o mais importante evento de surf realizado no nosso país. Peniche tem recebido os melhores surfistas do mundo na Praia dos Supertubos com grandes ondas e muito bom ambiente, e qualquer surfista que se junte a essa “festa” poderá dar um grande passo na sua carreira.

Para competir no circuito WCT um surfista tem que conseguir manter a sua vaga pelo primeira divisão (World Championship Tour) ou pelo ranking do Qualifying Series do ano anterior. Mas, além dos membros do WCT, há sempre dois ou mais wildcards por cada prova, que são “distribuídos” pelos patrocinados de cada evento.

Em Portugal, o MOCHE, principal patrocinador da prova realizada em Peniche, tem definido o seu wildcard através dos trials e o acesso a essa prova era feito através da Liga MOCHE, definia o ranking dos MOCHE Trials. Apesar de ser uma maneira muito justa de atribuir este convite, nem sempre esta iniciativa correu como se esperava. Além dos 10 surfistas que competem através da Liga, outros 6 (ou mais) surfistas estrangeiros são escolhidos para disputar os trials e por duas vezes acabaram por vencer.

Em 2012, o primeiro ano com MOCHE Trials, foi o australiano Jacob Wilcox que “roubou” a festa ao vencer e qualificar-se para o main event. No ano seguinte o francês PV Labord surpreendeu os três portugueses da final e, com um “milagre” nos últimos segundos, garantiu a sua primeira presença no WCT. No ano de 2014 tudo indicava que a “maldição” iria continuar já que Charles Martin liderava a final dos trials a poucos minutos do fim. Mas Nicolau Von Rupp mostrou mais uma vez o que vale e com um grande tubo nos últimos segundos garantiu a vitória.

Para a prova de 2015 será diferente já que estes trials foram “descontinuados” e a vaga será atribuída ao team rider da equipa MOCHE que estiver mais bem classificado no ranking QS antes deste WCT começar. Isso quer dizer que a vaga será disputada entre Tiago Pires, Nicolau Von Rupp, Vasco Ribeiro e Frederico Morais, pois Francisco Alves, também team rider MOCHE, não está a competir no circuito de qualificação.

Se o MOCHE Rip Curl Pro Portugal começasse amanhã seria Vasco Ribeiro, actual número 45 do ranking, o “dono” deste wildcard. Mas este campeonato só começa em Outubro e muito poderá mudar até lá!

Comentários