No início de 2012 a ONFIRE contactou a bíblia do surf, a revista SURFER, para tentar perceber os critérios de selecção dos surfistas que aparecem na sua edição anual Hot100, “o ranking dos melhores jovens surfistas do mundo”. Esta edição especial da SURFER faz uma análise dos melhores surfistas do mundo com 20 anos ou menos mas muitos surfistas fora das principais “potencias de surf” (EUA/Havai e Austrália) são “esquecidos”.

A resposta foi que a escolha era difícil, o critério era amplo mas coerente com o que tem sido usado ao longo dos anos. “Nós contabilizamos a exposição dos surfistas (especialmente nos EUA), resultados competitivos, presença na internet, patrocínios e coisas como técnica e estilo”, respondeu o editor Brandon Thomas.

Na altura sugerimos a presença de Frederico Morais, que tinha no ano passado a última hipótese de aparecer, e Vasco Ribeiro. A resposta foi negativa, mas ficou a promessa de que iam estar atentos à evolução de Vasco Ribeiro. Quando contactámos a SURFER novamente este ano, Brandon confirmou que Vasco estava sem qualquer dúvida na disputa por um lugar no Hot100 e pediu informações sobre o último ano do surfista de S. João do Estoril a nível competitivo.

Passado dois meses finalmente saiu a edição especial e Vasco Ribeiro constava entre os 100 melhores surfistas sub20 do planeta, aparecendo na 44º posição, num ranking encabeçado por três surfistas do WCT, John John Florence (1º), Gabriel Medina (2º) e Kolohe Andino (3º).

Vasco Ribeiro torna-se assim no segundo surfista português a aparecer na lista dos Hot100. Tiago Pires foi o primeiro, em 2001 apareceu em terceiro lugar pouco depois de ter ficado em 2º lugar no Mundial Júnior da ASP e num WQS de 6 estrelas em Sunset. O Hot100 da SURFER começou nos anos 80, na altura era apenas um artigo na revista que aparecia intervalado por alguns anos. Recentemente passou a ser uma edição especial anual e fazer parte desta lista é considerado algo extremamente prestigiante no mundo do surf. Parabéns VASCO!!!

 

Comentários

Os comentários estão fechados.