Vasco Ribeiro em 31º nos Hot100 de 2015

publicado há 2 anos por 0

VASCO-RIBEIRO-HOT100-2015

Pelo terceiro ano consecutivo o surfista da Praia da Poça surge entre os 100 melhores surfistas do mundo com 20 anos ou menos.

É mais um marco muito especial que Vasco Ribeiro consegue para o surf português sendo um de apenas dois surfistas nacionais a ter aparecido nesta lista, feita pela revista Surfer, e o único que constou mais que uma vez. O outro português que já fez parte foi Tiago Pires, no ano de 2001, muito pouco tempo depois de ter sido vice-campeão mundial júnior da ASP, e vice-campeão da última etapa do WQS do ano, em Sunset.

Também Marlon Lipke, na altura ainda representando a Alemanha, já fez parte apesar da imagem usada para ilustrar a sua presença ter aparecido invertida, fazendo ele regular em vez de goofy. De facto, para o surf português, esta lista é mais “ilustre” pela negativa, pelos surfistas que não apareceram. Não nos podemos esquecer que Ruben Gonzalez tinha apenas 19 anos quando bateu Kelly Slater num WCT em Portugal. Que Tiago Pires já tinha tirado vários resultados internacionais nos anos antes de aparecer pela primeira e última vez na lista. Andando um pouco mais para a frente, Nicolau Von Rupp, um dos surfistas mais mediaticos do mundo neste momento, também nunca constou entre os Hot100, nem Frederico Morais, não por falta de qualidade como surfistas mas sim por falta de critérios justos na selecção na altura que tinham idade para lá estar.

Mesmo na edição de 2015 surfistas portugueses como Miguel Blanco e Tomás Fernandes têm mostrado surf para serem considerados entre os melhores sub20 do mundo, tal como Teresa Bonvalot na categoria feminina, e Afonso Antunes (entre outros) na categoria Groms. E claro, o próprio Vasco Ribeiro, campeão mundial e europeu júnior, provavelmente merecia mais uma vaga dentro dos 15 primeiros e nunca fora dos 30. Este é o último ano em que tem idade para aparecer nesta lista e analisando o historial deste ranking, é provavel que a lista de 2016 fique “orfã” de talento português. Vamos espearar que não seja o caso…

O grande “vencedor” desta edição dos Hot100 é Kolohe Andino, seguido de Filipe Toledo e Noa Deane. Podes ver a lista completa AQUI!

(Vasco Ribeiro a caminho do título mundial, um resultado destes não deveria chegar para garantir uma vaga no top15?)

Comentários