O conceito ”Surf No Crowd” representa uma experiência inovadora de surf que une, através do mar, os Municípios de Cantanhede, Figueira da Foz e Mira. Trata-se de uma iniciativa promovida pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra que tem como objetivo estruturar e qualificar um novo produto turístico de base intermunicipal associado à prática de surf e outros desportos náuticos em praias que reúnem as condições propícias para o exercício da modalidade.

Press release:

O “Surf No Crowd” é um projeto da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM RC) com o apoio dos Municípios de Cantanhede, Figueira da Foz e Mira que tem como missão potenciar a prática de surf e outros desportos náuticos em praias pouco densificadas e exploradas, aliadas às condições de excelência que as mesmas oferecem para a prática da modalidade.

Situados na Região Centro litoral do país, estes destinos representam um modo de vida peculiar no que à prática do surf diz respeito. Em contexto pandémico, esta oferta turística é praticada livre de multidões e ajuntamentos: com acesso a praias propícias à prática de surf, todos os que escolhem este destino encontram a calma e a serenidade necessárias. Pelas ondas das praias da Tocha em Cantanhede, do Poço da Cruz e Mira, bem como, de Quiaios, da Murtinheira, de Buarcos, da Cova Gala ou da Leirosa na Figueira da Foz, respira-se um surf diferente e ouvem-se ventos que respiram a cultura e tradição da Região.

 

 

A iniciativa “Surf No Crowd” é apadrinhada por personalidades do meio como embaixadores: Gonçalo Cadilhe, reconhecido escritor de viagens e surfista no meio nacional, Miguel Blanco, bicampeão nacional de surf, e Cláudia Pinto, apresentadora, modelo e uma apaixonada pelo surf.

Este projeto fomenta a procura associada à prática de surf neste território, procurando reconhecer o seu potencial e assegurando um crescimento sustentado da procura, de modo a acomodar uma coexistência saudável entre as comunidades locais e os visitantes. Como experiência de lifestyle e sustentabilidade, esta iniciativa salienta a sua relevância a nível local, através do envolvimento de todos os agentes que integram este ecossistema para a qualificação do surf enquanto produto turístico, com o crescimento de escolas, clubes e associações de surf, assim como de lojas exclusivas e de unidades de alojamento especializadas nesta modalidade.

 

 

O projeto “Surf No Crowd” assume-se, a par de outras ofertas turísticas do território, como uma proposta ativa e estratégica à atenuação da sazonalidade. Mais do que a procura do melhor spot para a prática de surf e desportos náuticos, o foco é unir três municípios num destino ímpar. Longe das confusões, perto das melhores ondas.

Podes seguir o projeto “Surf No Crowd” encontra-se presente nas redes sociais.

Facebook: https://www.facebook.com/surfnocrowd

Instagram: https://www.instagram.com/surfnocrowd/

 

Comentários