Depois de um interregno de um ano, Stephanie Gilmore voltou a sagrar-se campeã mundial! Foi no Target Maui Pro, derradeira etapa do WWCT, que a australiana conseguiu o seu sexto título mundial.

Mas não foi um percurso fácil para Stephanie, que passou a maior parte do ano fora da “pole position”. No entanto, na penúltima etapa do circuito, Gilmore conseguiu colocar-se numa boa posição de modo a chegar a Maui com vantagem sobre as suas adversárias.

Chegando ao último dia de prova, Tyler Wright e Sally Fitzgibbons ainda estavam na disputa, e com a combinação certa o título poderia ter acabado num “surf-off”. Nos quartos de final man on man, Stephanie tinha uma dura adversária, Courtney Conlogue, que esteve grande parte do ano lesionada mas regressou com força. Courtney abriu com duas ondas muito boas mas Stephanie respondeu com algumas rasgadas e um bom tubo, ficando a precisar de 6.18 para passar. Gilmore conseguiu fazer a nota mas Conlogue voltou a atacar deixando a precisar de uma nota de 7 pontos. A última onda de Stephanie não tinha grandes secções e a australiana não conseguiu virar o resultado.

A derrota podia ter-lhe custado o título mas logo de seguida Sally seria eliminada. Num heat cheio de notas altas, contra Bianca Buitendag, Fitzgibbons precisava de uma onda perto dos 9 pontos nos minutos finais mas apenas conseguiu a nota de 8.3, ficando assim arredada da disputa.

A partir desse momento a sua única adversária era Tyler Wright que precisava de vencer a prova e o surf-off. Logo na sua primeira onda, contra Lakey Peterson, Wright provou que não ia entregar o título de bandeja, encaixando fortíssimas rasgadas. No entanto a norte-americana também estava em grande forma e na sua segunda onda atacou o lip várias vezes e recebeu a nota de 9.3. Wright regressou à liderança com a sua segunda onda, um 8.4, e de seguida fez 8.6 pontos, deixando Lakey a precisar de 7.73 para voltar para a frente. Peterson surfou bem a sua última onda mas recebeu menos do que precisava, sendo assim eliminada e mantendo a disputa pelo título em aberto.

Nas meias finais Tyler não deu grandes hipóteses a Bianca Buitendag, deixando-a a precisar de uma combinação a caminho de mais uma final contra Carissa Moore. Na final, Carissa abriu com uma nota de 8.5, mas Tyler respondeu com 8.93, mantendo a disputa muito equilibrada. A cinco minutos do fim, Wright precisava de uma nota de 5.07 mas Moore fez bom uso da sua prioridade e com uma onda excelente aumentou o requisito para 9.31. E como não apareceu outra onda com potencial até ao fim Tyler perdeu o heat!

E com essa derrota Stephanie Gilmore garantiu o seu sexto título mundial!!! Parabéns Steph!!!

 

Comentários

Os comentários estão fechados.