Slater “abre o jogo” a jornalista portuguesa

publicado há 3 anos por 0

SLATER-ABRE-O-JOGO

Mesmo sendo considerado como o melhor surfista de todos os tempos, Kelly Slater é visto por muitos como uma pessoa “solitária”. Poucos têm acesso a ele e apesar de ser o mais mediático nome do nosso desporto é muito difícil entrar no “seu mundo”.

As suas entrevistas, apesar de sempre interessantes, dificilmente entram em temas polémicos ou num campo mais pessoal. Mas uma jornalista portuguesa conseguiu ir um pouco mais longe e saber mais sobre tópicos recentes. O seu nome é Sara Sanz Pinto e foi responsável durante vários anos por alguns dos artigos mais profundos sobre a indústria e meio competitivo do surf, publicados no Jornal i. Recentemente Sara mudou-se para o Brasil onde começou a trabalhar para o canal Woohoo, e foi a serviço do mesmo que conseguiu falar novamente com Kelly Slater e arrancar algumas opiniões inéditas até aí.

O primeiro tema abordado foi a localização da etapa brasileira do WCT, algo que Slater já tinha criticado no passado e, depois da sua derrota para Kolohe Andino, aprofundou mais. Também falou sobre os critérios de julgamento mas a parte mais interessante da entrevista focou-se na sua recente saída da Quiksilver. Kelly revelou a principal razão da sua saída comentando ainda que, apesar de se manter muito próximo tanto do CEO da marca como o team manager, a sua saída foi o o equivalente de um divórcio.

Podes ler a entrevista na integra AQUI!

Comentários