Foi há cerca de 3 semanas, após o final do Sooruz Lacanau Pro, etapa de 5 estrelas do circuito de qualificação, que noticiamos a presença de três surfistas lusos no top50 do circuito. A etapa seguinte de relevância era o Sata Azores Pro, e no fim havia mais um português entre os cinquenta primeiros.

Enquanto que Tiago Pires, Marlon Lipke e Nicolau Von Rupp não conseguiram “bons pontos” na etapa Açoriana, outros aproveitaram esta etapa para escalar o ranking. Zé Ferreira fez um primeiro heat excelente mas perdeu na segunda fase. Mesmo assim o seu 37º lugar deu-lhe 650 pontos e a oportunidade de subir 32 lugares, passando para a 138º posição no ranking.

Nicolau Von Rupp também pontuou, mas pouco, caindo 4 lugares no ranking mas ficando a ocupar a 45º posição, sendo o melhor colocado no ranking a seguir a Tiago Pires (30º). Já o 17º lugar de Frederico Morais rendeu-lhe mais 1.300 pontos, subindo para a 46º posição no ranking.

Vasco Ribeiro foi o melhor português no Sata Azores Pro, sendo eliminado um round à frente de Frederico Morais, terminando em 9º lugar! O resultado valeu-lhe 2.400 pontos no ranking e uma subida de 51 lugares, passando para a 47º posição.

Mas, apesar da aparente consolidação da “Armada Lusitana”, as posições podem ser um pouco enganadores. Com a competitividade que há neste circuito, e as poucas vagas disponíveis no WCT, é seguro assumir que dificilmente será possível a qualificação com pontuações abaixo dos 2.400 nos cinco melhores resultados. E mesmo esses pontos, que equivalem a um 9º lugar numa etapa Prime ou (+ ou -) um 2º lugar numa etapa de 6 estrelas, terão de ser o pior resultado entre os top5.

Neste momento apenas três surfistas contam com esse tipo de pontuações, Tiago Pires (4.225 / 3º lugar Prime), Nicolau Von Rupp e Vasco Ribeiro (2.400 / 9º lugar Prime), e é apenas um resultado de peso que cada um tem. Esta questão pode mudar no caso de se contar com vitórias em etapas Prime, mas as oportunidades começam a escassear, uma vez que até ao fim do ano só haverá mais 4 etapas Prime.

A próxima será novamente em águas portuguesas, o Cascais Billabong Pro, realizado entre 7 e 11 de Outubro na Linha do Estoril.

 

Comentários

Os comentários estão fechados.