O ex-top do WCT Pedro Henrique é um dos mais impressionantes surfistas que vive no nosso país. A sua incrível linha de surf não deixa ninguém indiferente e os seus vídeos são alguns dos mais “high performance” alguma vez feitos em Portugal. Recentemente Pedro foi um pouco mais longe e produziu o vídeo “Algarve”, um vídeoo de cerca de 30 minutos inteiramente captado no Sul. A ONFIRE quis saber um pouco mais sobre este projecto e outros que estão “na calha”.

Como surgiu este projecto e quais eram os objectivos?
O projecto surgiu um dia quando estava com o Miguel Mouzinho e o Eduardo Fernandes na casa do Miguel e percebemos que não haviam muitos vídeos ou filmes referente ao Algarve. O objectivo era apenas fazer um filme de surf performance como os que vemos para dar motivação ao surf mas com muita paisagem e mostrando a beleza das ondas e da região, mostrar ao mundo um pouco do que o Algarve tem de bom para o surf.

Já foi feita a estreia e o filme já esteve na internet gratuitamente por 24 horas, onde poderá ser encontrado agora?
No vimeo, on demand para alugar ou comprar, neste LINK!

Sabemos que já conhecias as ondas do centro do país mesmo antes de viveres em Portugal, quando passaste a conhecer as ondas do Algarve?
Sempre estive pela zona do centro e ano passado tive a oportunidade de conhecer o Algarve junto com o Álvaro Costa, da Polen, num tour da fábrica. Desde então fiquei fascinado com as ondas e o visual do lugar.

O que achas do Algarve como destino?
Acho o Algarve um lugar especial,  tem uma grande variedade de ondas e praias numa área não muito larga e que suporta todos os tipo de swell e direcção de vento. E tem pouco crowd, é um lugar perfeito para uma trip ou treino.

Quais foram as melhores ondas que apanharam?
Apanhámos dias muitos dias bons, mas nos últimos dias de gravação surfamos dias perfeitos na Cordoama e Carrapateira. Sem ninguém!

Quanto tempo demorou a fazer este projecto?
Começou em Novembro e logo iniciamos as filmagens, tínhamos planejado terminar em Janeiro e lançar agora no inicio de Fevereiro e foi o que aconteceu.

Tens outras iniciativas do género em mente?
Temos várias ideias pela frente e não queremos parar, formámos um grupo muito bom e com os mesmo ideais. Essa é a razão para o filme ter ficado tão legal, todos se esforçaram ao máximo para conseguirmos realiza-lo, e confesso que fico um pouco chateado de levar às vezes a realização do filme como se tivesse feito sozinho… Não teria conseguido se não fosse a vontade e determinação de todos envolvidos. Quanto a outras iniciativas, ainda tem que ficar em “secret”…

Há alguma razão para quase todos os surfistas do filme serem goofies? Qual foi o critério de escolha dos surfistas?
Nenhuma, o filme foi iniciativa nossa (Eduardo Fernandes, Miguel Mouzinho, André Mouzinho e eu) porém chamamos muitos surfistas para participarem. Não excluímos ninguém e qualquer um que fosse ter connosco nas filmagens fazendo boas ondas apareceria também, um filme de surf para todos e com todos era essa era a base. Porém muita gente não pôde e não foi filmar.

Quem te impressionou mais?
Gostei muito de surfar com o Miguel Mouzinho. Já conhecia bem o João Guedes pois corríamos o tour juntos algumas vezes e o Eduardo que nos conhecíamos há mais tempo, mas o Miguel conheci depois que vim viver em Portugal, e fiquei impressionado com a linha de surf que ele tem e o power dos carves…

Que apoios tiveram?

Nós tivemos o patrocínio que foi fundamental da Pousada do Infante, em Sagres, Surfers Lab, Escola de surf Algarvesurf school, West Coast Campers, ORG Surfboards, Shelter Hostel, Polen Surfboards e Turismo do Algarve, sem contar as inúmeras pessoas que foram importantíssimas para realizarmos o filme. Obrigado a todos.

Para terminar, hoje em dia a tua presença já é bastante conhecida no meio do surf português, tem surgido interesse da parte de patrocinadores em apoiar-te como surfista?
Infelizmente ainda não, estou vivendo em Portugal há dois anos, nós mudámos para cá pois adoro o país e também porque temos família portuguesa. Estou muito empenhado em competir o nacional esse ano assim como voltando ao tour mundial de surf representar Portugal.

(Mais uma produção recente de Pedro Henrique)

Comentários

Os comentários estão fechados.