Os novos surfistas do World Championship Tour de 2013 em análise, Sebastian Zietz #23

Nome: Sebastian Zietz
Idade: 24
Local: Kauai
Patrocínios: Oakley, DaKine, Future Fins

Visivelmente talentoso mas altamente imprevisível, Zietz é um daqueles surfistas que todos os que acompanham o circuito sabem que tem surf de WCT mas não sabiam se algum dia se iria qualificar.

“Seabass” não pôde atacar o WQS muito jovem por uma razão bastante invulgar, não tinha passaporte. E não tinha passaporte porque não tinha certidão de nascimento. Não por a ter perdido mas porque os seus pais nunca trataram disso, algo bastante normal na sua ilha, o que mostra que este surfista vem de uma realidade diferente de muitos outros nomes mais conhecidos.

De facto no Kauai, de onde é natural, é uma espécie de “faroeste”, com a particularidade de ser um dos locais mais bonitos do mundo e de ter algumas das melhores ondas do planeta. Não é fácil sair deste paraíso escondido para o mundo, mas surfistas como os irmãos Irons, Roy Powers e (umas décadas antes) Kaipo Jaquias abriram o caminho para que outros pudessem seguir.

No decorrer de 2012 tirou alguns resultados fortes, como um 5º num Prime em Saquarema, 3º num 6 estrelas em Inglaterra e 5º num cinco estrelas em Verginia Beach, que demonstra alguma versatilidade no seu surf. Curiosamente em Jeffreys Bay mostrou bom surf mas acabou por perder para o português Vasco Ribeiro nos oitavos de final.

Chegou ao Havai com hipóteses matemáticas de se qualificar mas a precisar de um pequeno milagre. E milagreiro se tornou pois surfou noutra dimensão e venceu todos os heats em Haleiwa, final inclusive. Imediatamente qualificado Zietz não ficou por aí e liderava a final de etapa seguinte, em Sunset, faltando cinco minutos. O último set empurrou-o para terceiro lugar na final mas a esse altura já todos sabiam que era o provável campeão da prestigiosa Triple Crown of Surfing. Por estar a disputar esse título teve entrada no Pipe Masters onde avançou até aos quartos de final, fazendo desta uma das melhores campanhas na TC de que há memória nos últimos anos.

O que se deve esperar em 2013?
Sebastian é o melhor surfista dos 4 novos qualifiers e será o dark horse do tour em 2013. Pode-se esperar tudo e nada. Bons e péssimos heats, mas quando lhe apanhar o jeito tem potencial de top16.

Comentários

Os comentários estão fechados.