Morais lidera Liga MOCHE | Ranking após 3º etapa em análise

publicado há 2 anos por 0

frederico-morais-lidera-liga-moche-apos-3-etapa

A 3ª etapa da Liga MOCHE, o Sumol Porto Pro, foi uma prova atípica pois faltou um número recorde de surfistas do top10 (5), o que prometia baralhar o ranking. E foi o que aconteceu!

Durante esta etapa alguns surfistas tiraram os seus melhores resultados até aqui, como foi o caso de Pedro Coelho, João André e Guilherme Fonseca, ficando os três em 5º lugar. Entre eles, Coelho e Fonseca entraram no top10 do ranking, enquanto que João estava a competir pela primeira vez este ano e não pontuou nas outras etapas. Estes e outros resultados não apareceram apenas à custa das ausências mas também de surfistas que raramente falham as fases finais como Vasco Ribeiro (13º), Nicolau Von Rupp (13º) e Tomás Fernandes (17º), que assim caíram ligeiramente no ranking.

As grandes subidas vieram da parte de Filipe Jervis e Miguel Blanco. Jervis tinha competido abaixo no seu nível em 2013 e (principalmente) 2014, mas este ano está em grande forma e com dois 5ºs e um 3º é neste momento o número 2 do ranking. Já Blanco, que ainda não tinha resultados sólidos este ano, chegou à final e passou para o 5º lugar do ranking.

No momento em que Vasco Ribeiro perdeu, no round de 16, Frederico Morais ficou com a “pole position” garantida e o facto de ter vencido contribuiu para que ficasse com uma liderança bastante folgada.

Neste momento tudo aponta para uma disputa pelo título entre Morais e Tiago Pires, caso o veterano do WCT não falte a mais nenhuma etapa. Frederico tem dois 1ºs lugares e um 3º, enquanto que Saca tem um 1º e um 2º e se mantiver o ritmo poderá “trocar as voltas” a Morais. Filipe Jervis tem bons resultados mas se os dois principais candidatos não falharem na próxima e o ex-vice campeão Europeu não vencer poderá ficar fora da disputa. O mesmo se passa com Vasco Ribeiro que tem um resultado excelente (2º lugar), um médio (5º lugar) e um mau (13º lugar). No final a etapa do Porto não deve ficar a contar nas suas 4 melhores mas fica com pouca margem de erro nas etapas que faltam.

Outros como Blanco, Fernandes, Ferreira, Zubizarreta e Lipke têm ainda hipóteses matemáticas de acabar no topo, mas já têm de contar com uma série de maus resultados dos surfistas acima mencionados, e é bom que façam pelo menos as duas finais e vençam uma delas, se querem sonhar com o título da Liga.

Na categoria feminina pouco mudou. Teresa Bonvalot é a surfista mais consistente e líder do circuito feminino e conta com um 1º lugar e dois 2ºs lugares. As suas principais adversárias são Carina Duarte e Camilla Kemp, cada uma com uma vitória, mas também Carol Henrique e Ana Sarmento poderão entrar na disputa se começarem a vencer!

A próxima etapa será o Allianz Sintra Pro, que se vai realizar na Praia Grande entre 10 e 12 de Julho.

Comentários