Miguel Blanco é o surfista mais “viral” de Portugal (pela segunda vez…)

publicado há 2 anos por 0

MIGUEL-BLANCO-O-SURFISTA-MAIS-VIRAL-DE-PORTUGAL

Os resultados competitivos de Miguel Blanco representam bem o seu valor como surfista. Aos 19 anos Miguel já foi vice-campeão da Liga MOCHE, campeão nacional em várias categorias juniores e top 10 do Pro Junior Europeu. As suas façanhas em ondas pequenas e grandes têm provado que é um surfista muito completo e apesar de estar sem patrocínio principal há mais de um ano é garantido que ainda vai dar muito ao nosso país a nível europeu e mundial.

E, apesar de ser muito mediático pelo seu próprio mérito como surfista, os seus momentos mais “virais” aconteceram por acaso. O primeiro foi em 2012, quando surfava em Peniche durante uma sessão de free surf numa pausa do WCT nos Supertubos. Blanco arrancou numa onda para a direita e pelo canto do olho viu o que é provavelmente o aéreo mais alto alguma vez acertado em águas portuguesas. O protagonista foi Gabriel Medina e as lentes da ONFIRE captaram o momento, com Miguel como parte do enquadramento na onda de trás. A manobra foi lançada em diversos vídeos, da ONFIRE, Rip Curl, MOCHE, ASP e alguns “piratas” que usaram o vídeo sem autorização, totalizando mais de 1.000.000 de views juntando todos. E claro, Miguel, sem querer, foi “imortalizado” no mesmo.

Esta semana a “magia” de Blanco repetiu-se. A entrada (ou “reentrada”) numa surfada em S. João da Caparica podia ter tido acabado muito mal mas graças aos reflexos do surfista de S. Pedro do Estoril, bem habituado a entradas difíceis, o pior foi evitado. A sua namora captou tudo sem tremer e dias depois o vídeo estava na web.

Em menos de 24 horas Miguel contava com mais de 3.500 partilhas no facebook e 270k visualizações. Também a Stab estava atenta e colocou o vídeo, que teve 721k visualizações em cerca de 9 horas e 5.700 partilhas, números que nem o “backflip” de Gabriel Medina em 2012 teve (demorou semanas a chegar a um milhão).

Entretidos mas preocupados com Miguel, entrámos em contacto com ele para saber mais pormenores sobre a sua queda e meter a conversa em dia!

Quando e onde foi o teu “acidente”?
Foi no domingo passado, fui surfar com a minha namorada à Costa. Ela estava-me a filmar e fiz umas ondas mas saí da água e estava a ver que ainda havia umas boas.

Então decidiste voltar…

Sim, mas não me apetecia remar por isso decidi saltar do pontão, mas correu mal.

Foste surpreendido pelo set do dia ou vinham mais daquelas ondas?
Estava tranquilo mas apareceu-me um set do nada e “entalei-me” (risos)!

Logo que apareceu a onda percebeste que estavas em sarilhos?
Vi logo que ia morrer (risos). Não sabia era se ia morrer pelas rochas ou se ia tentar mergulhar pela onda. Tentei mergulhar mas como era uma massa de água tão grande mandou-me outra vez para cima das rochas.

Como ficou a prancha?
Vergada ao meio e “praí” com 54 dings, toda rebentada.

E tu?
Eu magoei-me um bocado nos pés e entre e da canela até ao joelho tenho tudo raspado e tudo dorido, mas não foi nada de grave.

Escusado será dizer que a tua surfada acabou ali!
Sim, claro. Quando saí daquela situação não me conseguia mexer, estava todo rebentado pelo impacto.

Tens noção que já passaste um milhão de visualizações entre o teu facebook e o da Stab?
Não.

Alguma vez tinhas feito algo tão “viral”?

Não, nada disso!

Em comparação o vídeo do Medina? Isto é “melhor ou pior”?
É bem melhor, ao menos desta vez o “alvo” sou eu (risos).

Falando de coisas melhores, sabemos que estiveste no Havai recentemente. Viveste algum momento tão assustador como este?
Não, claro que há aqueles sustos dos sets, mas nada como aquela queda, podia ter-me magoado mesmo à seria.

Apanhaste umas ondas?

Sim, surfei mais Pipe e Backdoor, mas com o crowd aquilo complica sempre um bocado.

Quais são os teus planos para os próximos tempos?
Agora vão começar os campeonatos aqui em Portugal, por isso vou dar o meu melhor para ver se consigo bons resultados!

Quais são os teus objectivos?
Fazer finais!

Sabemos que continuas sem patrocínio principal, como estás com o resto das marcas que te apoiam?

Estou com a Polen, FCS, KIA, La Point e assinei agora com a Joaquim Chaves Saúde, que foi onde me dirigi mal me magoei!

A falta de patrocínio principal está a adiar a tua investida ao circuito mundial a tempo inteiro?
Sim, consigo fazer algumas provas na Europa e uma ou outra lá fora, mas não dá para tudo o que eu queria.

Obrigado pelo teu tempo, as melhoras e ficamos a aguardar o teu próximo momento “viral”.
Ok, obrigado!

Comentários