Para os menos atentos, a marca Deeply tem origens portuguesas mas caminha para se tornar um player a nível internacional. Parte da estratégia desta marca tem sido a aposta numa forte equipa, o que incluiu a contratação de Vasco Ribeiro, um dos maiores nomes de sempre no surf português, no final de 2014.

O team Europeu começou por Espanha, com a contratação dos talentosos Jonathan Gonzalez e Lucia Martiño, em 2016 e agora expande-se para França. O novo nome da equipa é Maxime Huscenot, um surfista que em 2010 sagrou-se campeão mundial júnior da WSL, numa final incrível contra Jadson André em Narrabeen, Austrália.

Desde aí o francês da Ilha Reunião começou uma fortíssima ascensão no ranking QS, tendo ficado por várias vezes muito perto da qualificação para o Championship Tour. Mesmo tendo perdido o seu patrocinador de longa data durante este percurso, Max continuou a ser um grande candidato à elite do surf mundial e agora será a cara da marca portuguesa no mercado francês.

Press release:

“A marca portuguesa Deeply acaba de anunciar o reforço do seu Team com um dos mais promissores atletas do circuito de qualificação WSL. Trata-se de Maxime Huscenot, que se torna o primeiro surfista francês a vestir a marca nacional. Antigo campeão mundial júnior, Maxime recebe assim um combustível extra para lutar pelo apuramento para o circuito principal da WSL.

Maxime Huscenot é natural das Ilhas Reunião, mas reside atualmente na região de Capbreton, França. Aos 25 anos, está num excelente momento da carreira, tendo-se classificado no 40º lugar do circuito de qualificação 2017. Para 2018, os objetivos são mais ambiciosos, sendo clara a ambição de alcançar uma vaga no circuito CT de 2019.

O Maxime é um atleta de topo. Numa fase de expansão global da marca, é fundamental para a Deeply contar com um surfista de excelência como o Maxime, que certamente alcançará muitas vitórias com a nossa equipa. Estamos com excelentes expetativas para a época que agora inicia”, afirma Ricardo Aragão, Head Marketing da Deeply.

Maxime mostra-se “muito feliz por integrar esta equipa. A Deeply tem cada vez mais visibilidade na Europa e é com muito orgulho que vou passar a vestir e competir com esta marca.””

Comentários

Os comentários estão fechados.