O município da Ribeira Grande recebeu no passado fim-de-semana a equipa do Big Wave Risk Assessment Group para um “mega evento” de segurança, salvamento e resgate no mar. O curso, que decorreu nos dias 30 e 31, contou com a presença de mais de 40 participantes de todo o mundo, entre eles o recordista do Guiness da maior onda surfada, Rodrigo Koxa.

Inserido na 5ª temporada do projecto EDP Mar Sem Fim, este evento surge no âmbito das expedições que têm vindo a ser realizadas ao longo dos anos anteriores, com a descoberta de novas ondas e a necessidade de as partilhar com o mundo, bem como os cuidados de segurança a ter ao surfá-las. Assim, o evento teve como principal objectivo partilhar a beleza e qualidade das ondas grandes de Ribeira Grande, mas também transmitir aos participantes – surfistas, bombeiros, nadadores-salvadores e membros da autoridade marítima – técnicas de segurança e salvamento que a prática do surf de ondas grandes ao mais alto nível ajudou a desenvolver e agora podem servir a comunidade em situações muito menos extremas.

Protagonizado pela equipa do BWRAG, composta pelos surfistas e fundadores do projeto Kohl Christensen, Danilo Couto, o lendário Brian Keaulana e Pat Chong Tim, o evento contou ainda com a já referida presença de Rodrigo Koxa, e de alguns dos melhores surfistas portugueses de ondas grandes, entre eles João de Macedo, Hugo Vau, Lourenço Katzenstein e Sérgio Cosme, vencedores do prémio Rookie do Ano e do Prémio Irmandade nos Prémios EDP Mar Sem Fim da temporada passada. Marcaram ainda presença os jovens talentos João Maria Mendonça, Lucas Pereira e Ricardo Teixeira.

Embora o curso só tenha acontecido no fim-de-semana, a semana anterior foi marcada por diversos momentos, com Workshops para os Nadadores Salvadores da Costa Norte e Operadores de Motas de Água da Autoridade Marítima, uma conferência de imprensa na Lomba da Maia com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, o Presidente da Junta de Freguesia da Lomba da Maia, Alberto Ponte, João de Macedo, em representação do EDP Mar Sem Fim, Danilo Couto, em representação do BWRAG, Marco Medeiros dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande e Rodrigo Koxa.

Para a CM da Ribeira Grande, a realização deste evento é o reconhecimento da marca “Ribeira Grande – Capital do Surf”. Alexandre Gaudêncio não esconde a satisfação destacando que “estamos a ser conhecidos e reconhecidos pelo percurso que temos vindo a realizar ao nível da promoção das nossas praias e dos excelentes locais que dispomos para a prática do surf, onde se enquadram as ondas grandes descobertas através do projecto EDP Mar Sem Fim”.

Na noite de sexta-feira decorreu ainda uma exposição fotográfica no Museu Municipal da Ribeira Grande, com imagens captadas pelos fotógrafos Miguel Rezendes, Ricardo Bravo e Rui Soares, e a exibição de um documentário realizado por Sachi Cunningham, documentarista e professora de multimédia na Universidade de São Francisco, uma homenagem à família “Garoupa” Medeiros, uma das mais emblemáticas famílias do surf açoriano, com três gerações de surfistas.

João de Macedo, do EDP Mar Sem Fim, destaca o evento como “um ponto alto dos 5 anos do EDP Mar Sem Fim. O projeto tem tido um papel importantíssimo no apoio aos surfistas de ondas grandes. Na Nazaré com o apoio da Câmara Municipal, conseguimos criar um “hangar” de apoio aos melhores Portugueses de Ondas Grandes, e com o apoio da EDP temos conseguido atribuir bolsas que muito têm ajudado nas conquistas internacionais dos nossos atletas. Temos o exemplo do Alex Botelho, a quem este ano foi atribuída a Bolsa Tour do EDP Mar Sem Fim e que ficou entre os 10 melhores classificados no circuito mundial de ondas grandes. Mas para além do apoio financeiro o projecto tem contribuído muito para a descoberta de novos spots de ondas grandes em Portugal e a Ribeira Grande é o reflexo das várias expedições que foram feitas ao local.”

Para além disso, João afirma ainda que “este era o passo que faltava dar. Já estava a ser desenvolvido um grande trabalho por toda a equipa nas Expedições ao longo destes anos, mas com este evento contribuímos para a formação e conhecimento de técnicas de segurança para que os nossos surfistas continuem a elevar Portugal ao mais alto nível no surf de ondas grandes.”

Comentários