Com a “nova ASP” a tomar posse eram esperadas grandes mudanças e elas começam agora a aparecer. Recentemente soubemos que as datas do evento Prime de Cascais mudaram, para receber mais surfistas do WCT, algo que com esta nova conjuntura acontece com mais facilidade.

Mas a maior novidade surgiu hoje em comunicado oficial, o término do One World Ranking. Nos últimos anos os surfistas do WCT tinham uma vantagem muito visível pois os seus resultados da “primeira divisão” também contavam para o ranking unificado.

Como consequência ficou cada vez mais difícil para surfistas que não fazem parte do WCT se qualificarem. Para 2014 apenas quatro surfistas que já não eram do WCT conseguiram entrar e dois deles já tinham passado pelo circuito principal.

Tendo isso em conta a ASP acabou com o ranking unificado, obrigando os surfistas a qualificare-se nas 22 primeiras posições do WCT ou pelos 10 primeiros do QS, sem que qualquer resultado transite de um circuito para o outro. No entanto apenas contam 5 etapas do QS, o que obriga a uma grande consistência nessas cinco provas por parte dos competidores.

Outra novidade é a presença de dois surfistas bem conhecidos, Jessi Miley-Dyer e Peter Mel entre grupo de comissários que era já composto por Kieren Perrow, Renato Hickel, Al Hunt, Richie Porta e representantes dos surfistas de todas as categorias que compõe o circuito mundial da ASP e ainda de outros departamentos.

Mais novidades em breve!

Comentários

Os comentários estão fechados.