Ver um filme de surf hoje em dia não é a mesma experiência que o foi há pouco tempo atrás. Nos primórdios do surf “moderno” os filmes eram vistos em salas de cinema, que enchiam pois era a única oportunidade que muitos tinham de conhecer outras ondas e outros estilos de surf. Entretanto os filmes começaram a ser produzidos em larga escala e vendidos em cassetes VHS, depois em DVD, até se tornarem na maior parte dos casos de distribuição gratuita online. O auge da produção de filmes de surf deu-se na década de 90, a mesma época em que o surf começava a evoluir muito em Portugal. Paulo do Bairro, além de ter sido um dos grandes nomes da sua época e de se ter sagrado campeão nacional em 2000, era dono de uma das maiores “bibliotecas” de filmes de surf do nosso país, tendo mais tarde lançado o seu próprio filme, o “PB TV”. Por ser um dos maiores experts na área, a ONFIRE quis saber quais foram os filmes que mais o marcaram…

 

Billabong Surf Into Summer – 1987
Ainda tenho todos os filmes, este em VHS. Um dos que mais me marcou foi o Surf Into Summer porque tinha começado a fazer surf há pouco tempo quando saiu e foi o primeiro que tive. Tinha uma parte com o Jason Buttenshaw, que era um dos grandes talentos da altura e outra parte que me marcou foi a que tinha um campeonato da Billabong, em Waimea Bay. Tinha uma banda sonora que ainda hoje ouço. E claro, pela secção em Kirra. Foi por causa deste filme que fui viver para a Austrália e decidi me situar nessa zona, onde é Kirra.

 

 

Quiksilver Kelly Slater in Black and White – 1991
Foi um filme que me marcou bastante porque, um bocado à semelhança do Jason Butenshaw, Kelly Slater era um surfista que eu não conhecia e que de repente veio mudar tudo e dar uma lufada de ar fresco ao surf. Este também tenho em VHS.

 

 

Momentum & Momentum II – 1992 e 1993
Por tudo aquilo que se sabe, é a passagem de guarda. Um novo tipo de surf, um novo tipo de approch, novas caras, música completamente diferente. Este tenho em VHS e DVD.

 

 

Strange Desires – Martin Potter – 1989
Em termos de filme não é grande coisa mas mostrava um dos meus ídolos, o Martin Potter. É um filme de assinatura só dele e marcou bastante por ser sobre um dos meus surfistas favoritos.

 

 

Flow – 2006
Gostei muito pois até aí não havia muitos filmes que não fossem só de acção, só ondas e manobras. O Flow mostra o que está por detrás, o backstage. Tem uma parte que achei muito engraçada que é com o Kelly Slater e o Al Merrick a falarem um sobre o outro, mostrava a proximidade que tinham. Esse tenho em DVD.

 

 

Mais conteúdos da série Curiosidades Surfisticas AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.