O ano de 2020 acabou sem grandes transferências no “mundo” dos patrocínios mas, mesmo assim, houve algumas novidades nos últimos meses…

Sierra Kerr, filha do ex-top do CT Josh Kerr, tem sido apontada como uma das grandes bombinhas do surf feminino a nível mundial há alguns anos e recentemente acabou a sua “parceria” com a Roxy para se juntar ao team Volcom. Sierra tem dado que falar pelo seu surf progressivo e talento em geral para vários outros desportos além do surf, sendo provavelmente a maior contratação desta marca desde Jack Robinson em 2019.

Dois tops do Championship Tour brasileiros tiveram sortes opostas recentemente no que toca a patrocínios. Peterson Crisanto passou a ter o bico da sua prancha coberto pela primeira vez desde que saiu da Billabong em 2015! O seu novo patrocinador principal é a Ebanx, uma empresa de tecnologia. Já Alex Ribeiro deixou de ter o bico da sua prancha ocupado pela Nosso Lar, uma construtora que em 2019 apostou forte no surf brasileiro. Mesmo assim este surfista do CT conta com quase 30 apoios secundários, o que certamente ajudará bastante durante a temporada de 2021. Ainda do Brasil surge uma notícia muito triste, que culminou no fim de um relação profissional de muitos anos. Felipe Cesarano “Gordo”, um big wave rider que já passou muito tempo na Nazaré, Havai, Puerto Escondido e noutros locais de ondas pesadas, teve um acidente de viação que resultou na morte de uma pessoa que circulava noutra viatura. Cesarano, que aparentemente encontrava-se sob a influência de álcool, foi preso e será julgado por homicídio culposo. A Rusty Brasil, seu patrocinador de longa data que, inclusivamente lançou dois documentários sobre este surfista no passado, poucos dias depois oficializou a rescisão do contrato de Felipe Cesariano e tratou de retirar praticamente todas as imagens e referências a este surfista das suas redes sociais e restantes plataformas digitais.

Entretanto, em Portugal, Vasco Ribeiro renovou recentemente o seu contrato com a marca que se tornou no seu patrocínio principal há 6 anos, a Deeply. Este novo acordo com o seu patrocinador, que já se pode considerar como sendo de “longa data”, terá a duração de mais 2 anos. Entretanto a 2x campeã nacional e 1x campeã Europeia, Carolina Mendes, fechou mais um patrocínio que seguramente irá contribuir muito para a sua “jornada”, a Futuro, um projeto gestão de fundos de pensões pertencente ao grupo Montepio. Já o free surfer Tomás Valente passou recentemente a fazer parte da equipa Oric Surfboards.

Fica atento a mais novidades em breve…

 

 

Comentários