Filho de um ex-top do circuito nacional, Lourenço Sousa “Gatinho” recentemente deixou surfistas como Kanoa Igarashi, Frederico Morais, Nicolau Von Rupp e Filipe Jervis rendidos ao seu surf progressivo, a caminho da vitória no evento online Boonman Air Show. Caso tivesse surgido uma década mais cedo, este surfista estaria a preencher capas e páginas de revistas mas, na atualidade, há outras plataformas onde poderá brilhar e construir o seu percurso no surf. Fica a saber um pouco mais sobre este surfista de São João do Estoril…

 

Acabaste de ganhar o Boonman Air Show, como te sentes?
Estou mesmo muito feliz porque desde que tenho para aí uns 11 anos assisto ao evento e sempre quis participar.

A onda da final teria ganho qualquer fase, guardaste para o derradeiro heat já a pensar que te poderia garantir a vitória?
Por acaso não. Como não sabíamos o que teríamos de meter no próximo heat, basicamente, na minha opinião, mais valia a pena mandar a melhor que se enquadrava nesse round.

Tens apostado muito nos aéreos, quais são os teus favoritos e tens algum novo que ainda estejas a tentar?
O meu tipo de aéreo favorito é o straight air com um tweak, acompanhado com algum tipo de grab mas prefiro com o slob. Neste momento já ando a tentar o backflip

 

 

Sentes que para ti, andar de skate foi essencial para evoluir no surf progressivo?
Acho que é uma vantagem, mas essencial não porque no skate para aprender tens de cair, tal como todos os outros desportos. Mas o problema do skate é que pagas com o teu próprio corpo, mas vale sempre a pena andar de skate na mesma.

Fala-nos de eventos online, como tem sido o teu sucesso nessa plataforma?
Participei no Rookie Rippers, no qual fui uns dos escolhidos para ir à Surfsnowdonia, onde fiquei em terceiro no final do evento e ainda ganhei o patrocínio da O’Neill. Depois participei no Gringo Air Show, que foi um evento no qual o resultado da final foi através de votações do público, que felizmente ganhei. E agora o Boonman Air Show que também levei a melhor e fiquei muito contente. Todos os eventos online em que participei têm me corrido muito bem, mas não há nada como um campeonato presencial.

Quais são os teus objetivos no surf?
O meus objetivos no surf são competir até um certo ponto na minha carreira, onde vou metendo o meu nome lá fora até um dia poder virar free surfer como o Dane Reynolds e viajar a fazer os vídeos mais brutais de sempre.

Como estás de patrocínios?
Em relação a patrocínios está tudo na boa, estou agora a contar com a O’Neill, a Jam Traction, Futures Fins e depois tenho um apoio de pranchas da Semente via Xenico Surf Shop.

Sabemos que tens muito mais no teu surf que manobras progressivas, mas podemos contar com uns bons aéreos na Liga MEO Surf deste ano?
Claro, mas por acaso a categoria que eu mais quero entrar que é nas expression sessions, para poder mostrar o meu surf progressivo!

 

 

Comentários

2 comentários a ““Keeping up” com Lourenço Sousa | Mini-entrevista”

  1. Maria Bilotti diz:

    Super Sobrinho!!!!!!!!!

  2. Francisco Mittermayer diz:

    Yeah! Ganda Gatinho…