Gabriel Medina estava já a caminho dos quartos de final, estando a dominar a sua bateria contra Caio Ibelli por ter acertado vários aéreos, quando cometeu um erro pouco característico, uma interferência sobre o seu adversário. Assim que saiu a água o 2x campeão mundial abordou os juízes, explicando que, na sua visão, o erro tinha sido na atribuição da prioridade.

Horas depois Medina comunicou o seguinte via instagram:
Gostaria de explicar o que aconteceu na minha bateria. Eu e Caio pegamos a mesma onda e cada um foi pra um lado. A minha onda foi mais curta e a dele foi mais longa. Tanto que enquanto eu voltava pro outside, ele ainda estava surfando a onda dele.

Quando cheguei no fundo, tinha tanta certeza que a prioridade era minha que não olhei pra a placa de prioridade. Pra minha surpresa, quando veio a onda seguinte, acabei indo porque estava seguro que a prioridade era minha. Acabei levando a interferência.

Quando saí da água fui falar com os juízes. Olhamos as imagens abertas, de nós dois voltando remando para o fundo, com um ângulo da câmera aberto. Ficou bem claro que eu cheguei bem antes. E mesmo que eu tivesse chegado junto com ele e tivesse um empate, a prioridade seria minha pela regra. Porque na onda que surfamos juntos antes, o Caio tinha a prioridade 1. Tenho a esperança que a minha bateria seja reavaliada pois ocorreu um erro.”

Raramente uma bateria é repetida na WSL mas, tendo em conta que os juízes terão agora várias horas para analisar a situação, é possível que ainda venha a acontecer.

 

View this post on Instagram

Gostaria de explicar oque aconteceu na minha bateria. Eu e Caio pegamos a mesma onda e cada um foi pra um lado. A minha onda foi mais curta e a dele foi mais longa. Tanto que enquanto eu voltava pro outside, ele ainda estava surfando a onda dele. Quando cheguei no fundo, tinha tanta certeza que a prioridade era minha que não olhei pra a placa de prioridade. Pra minha surpresa, quando veio a onda seguinte, acabei indo porque estava seguro que a prioridade era minha. Acabei levando a interferência. Quando saí da água fui falar com os juizes. Olhamos as imagens abertas, de nós dois voltando remando para o fundo, com um angulo da câmera aberto. Ficou bem claro que eu cheguei bem antes. E mesmo que eu tivesse chegado junto com ele e tivesse um empate, a prioridade seria minha pela regra. Porque na onda que surfamos juntos antes, o Caio tinha a prioridade 1. Tenho a esperança que a minha bateria seja reavaliada pois ocorreu um erro. ll I am still very hopeful that my heat will be reviewed.

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

 

Acompanha toda a acção desta prova em directo AQUI a partir das 8:00.

Comentários

Os comentários estão fechados.