Ao terminar em 1º lugar no Pro Santa Cruz presented by Noah Surf House Frederico Morais “furou” o top30 do circuito QS novamente, uma posição onde já esteve diversas vezes ao longo dos anos.

A vitória garantiu-lhe uma subida de 100 posições no ranking, de 124º para para 24º e lembra um momento que viveu em 2016. Foi nesse ano que venceu pela primeira vez na sua carreira, também uma etapa de 3.000 pontos, o Martinique Surf Pro. O resultado iniciou o percurso ao Championship Tour em 2016 e este ano é o seu primeiro keeper a caminho do regresso ao circuito onde merece estar, junto da elite do surf mundial.

E, tal como na prova de Martinique, Vasco Ribeiro terminou em 5º lugar e também “furou” o top30, ocupando agora a 28ª posição. O ex-campeão mundial júnior tem esta prova como a sua melhor do ano até agora mas, no final do ano, os 1.260 pontos que recebeu em Santa Cruz não podem estar entre os 5 melhores se quiser entrar no CT.

De seguida no ranking está Miguel Blanco, em 117º, uma posição que deve ao seu 17º lugar no Hang Loose Pro Contest. Ainda nos 200 primeiros está Pedro Coelho, em 142º, mas outros, como por exemplos Tomás Fernandes, deverão conseguir subir bastante com um bom resultado na etapa que se segue, o Caparica Surf Fest Pro presented by Oakley, que se realiza entre os dias 15 e 20 de Abril, na Praia do Paraíso, Costa da Caparica.

Comentários