O australiano de 25 anos, Connor O’Leary, foi rookie do ano no Championship Tour em 2017, mas não conseguiu a qualificação no ano seguinte. De volta ao circuito de qualificação, este goofy optou por não sair da Austrália para competir nas primeira etapa de 6.000 do ano, mas aproveitou bem as provas do seu país.

O’Leary competiu no Carve Pro, prova de 1.000 pontos realizada em Maroubra, e no Vissla Central Coast Pro, prova de 3.000 pontos realizada em Avoca Beach, tendo vencido ambas. Os resultados colocaram-no na sexta posição do circuito QS e, no processo, o descendente de irlandeses e japoneses fez 11 notas excelentes (entre 8 e 10 pontos) e venceu 10 baterias. De facto o único heat que não venceu foi no round 4 do segundo evento, tendo passado em segundo lugar atrás de Owen Wright, por uma diferença de apenas 0.19 pontos.

Connor vingou a derrota pouco depois, eliminando Owen nas meias finais mas guardou o melhor para o fim. Na final fez notas de 9.5 e 10 para deixar Matt Banting numa forte combinação, mostrando que está em grande forma. Apesar disso, apenas os 3.000 pontos do Vissla Central Coast Pro vão realmente contar para o seu regresso ao CT, algo que deverá acontecer já na próxima temporada.

 

Comentários