5 grandes marcas de surf que desapareceram do line up | Parte 1

publicado há 2 anos por 0

5-GRANDES-MARCAS-1

Como em qualquer indústria, também no surf grandes marcas chegam a dominar o mercado e eventualmente saem do “mapa” alguns anos depois.

Fica a conhecer a história de algumas delas…

OP | Ocean Pacific

Esta marca norte-americana, que começou nos anos 60, já foi “a” marca de surf. No seu auge patrocinava o mais importante campeonato de surf da América do Norte, o OP Pro em Huntington Beach, o (então) melhor surfista de todos os tempos, Tom Curren, e o seu protegido, um tal de Kelly Slater, que prometia seguir as suas pegadas.

Apesar de ter conseguido os seus títulos como rider da OP, a sua saída foi um momento muito polémico no início dos anos 90. Depois de se sagrar campeão mundial por duas vezes, Curren largou o circuito mundial, regressando alguns anos depois para o vencer, em 1990. Em 1991, com um pé fora e outro dentro do tour, competiu na Triple Crown e conseguiu o único triunfo da sua vida em águas havaianas no Wylland Galleries Hawaiian Pro, em Haleiwa. No entanto não usou o autocolante da OP durante a prova e uns meses mais tarde os dois seguiram caminhos diferentes. Curren assinou entretanto a 100% com a Rip Curl, seu patrocinador de fatos de longa data que entretanto passou a ter roupa também. O seu contrato foi o mais alto da história do surf até aí, 2 milhões de USD (por 5 anos), outro momento polémico da época pois Damien Hardman também era patrocinado pela Rip Curl e era o campeão do mundo nesse ano e não ganhava tanto como Curren. Mas tudo se resolveu e hoje em dia ambos ainda estão ligados à marca.

A partir daí a Ocean Pacific começou a perder expressão, e Kelly Slater não ficaria na equipa muito mais tempo. Ao longo dos anos a marca já tentou vários “comebacks”, patrocinando até tops do WCT e ainda o primeiro campeonato de surf da história do arquipélago dos Mentawai, mas nunca foi bem sucedida. A sua ligação com o surf foi-se perdendo e hoje em dia é mais fácil de encontrar à venda em grandes armazéns de roupa (department stores) do que surfshops.

Victory Wetsuits

Nos anos 80 e 90 as marcas, por norma, ou produziam roupa ou produziam fatos de surf. A Victory era sem qualquer dúvida uma marca de fatos de surf de topo e durante muitos anos introduziu diversas inovações. Teve no seu team grandes surfistas entre os quais se destaca Mark Richards, o surfista com mais títulos mundiais da “ASP” a seguir a Kelly Slater.

Nos anos 90, apesar de se ter mantido como um “player” no fabrico de fatos durante algum tempo, começou a perder espaço para as concorrências, já que marcas como a Billabong, Quiksilver, Rip Curl e O’Neill se tornaram mais completas oferecendo uma gama completa de roupa e fatos. Actualmente a Victory largou o “Wetsuits” do seu nome mas ganhou o nome da tecnologia que utiliza, passando a chamar-se “Victory KoreDry”. Apesar de ter mantido alguma ligação com o surf é em outros desportos aquáticos como o SUP, Wakeboard e Kite que mantém o seu foco e vendas!

Mais grandes marcas que desapareceram do line up brevemente em www.onfiresurfmag.com.

 

Comentários