A World Surf League caminha para se tornar numa das maiores organizações desportivas do mundo, mostrando uma franca evolução ao longo dos anos. Ao contrário do passado, a entidade apresentou com grande antecedência o calendário da Championship Tour de 2019, e, pelo 11º ano consecutivo, a prova de Peniche mantém presença.

Mas se isso não é a maior novidade, já que o evento é praticamente um dos pilares do circuito e mantém sensivelmente as mesmas datas, outras informações que a WSL partilhou são. Para começar havia grandes dúvidas sobre o regresso do tour a Margaret River, Austrália, depois do cancelamento da prova deste ano, mas a etapa acabou por ficar, sendo apenas adiada para Maio, depois da prova de Bali.

Outra surpresa é o facto de muitas etapas terem perdido o tradicional naming sponsor de marcas core de surf e não só. Os dois eventos da Quiksilver, o Gold Coast Pro e o Pro France, etapas que “pertenciam” a esta marca há muitos anos, seguem, para já, sem naming de marca. Também as etapas que eram patrocinadas pela Corona, de Bali e J-Bay, seguem também sem patrocinador, tal como aconteceu já este ano com a prova tahitiana, que deixou de ser patrocinada pela Billabong. Mas a “razia” de naming sponsors não foi total, a Billabong continua a patrocinar o Pipe Masters e a Rip Curl segue na mais antiga prova de todo o circuito, o Rip Curl Pro Bells Beach, perdendo, no entanto, a prova de Portugal, que surge neste momento como MEO Pro Peniche.

A tendência é igual no circuito feminino, que este ano fica com quase as mesmas etapas das provas masculinas, excepto a última, que se realiza em Honulua Bay, Maui, em vez de Pipeline, Oahu e a prova de Tahiti, que não conta com presença feminina em 2019. Este novo calendário inclui uma etapa em Peniche, que já não recebia uma etapa do circuito feminino desde 2010.

Mas as novidades no circuito feminino não ficam por aí, longe disso. Pela primeira vez na história deste desporto, o circuito feminino terá o mesmo prize money que as provas masculinas, dando assim um grande passo a caminho de um tema muito debatido actualmente, gender equality! Mas não é apenas no Championship Tour que as competidoras passam a receber os mesmos valores que os homens, a decisão estende-se ao circuito QS, Pro Junior e Longboard.

Fica a conhecer as datas das provas de 2019:

Provas masculinas do Championship Tour
Gold Coast Men’s Pro: 3 a 13 de Abril;
Rip Curl Pro Bells Beach: 17 a 27 de Abril;
Bali Men’s Pro: 13 a 24 de Maio;
Margaret River Pro: 27 de Maio a 7 de Junho;
Oi Rio Pro: 20 a 28 de Junho;
J-Bay Open: 9 a 22 de Julho;
Tahiti Pro Teahupo’o: 21 de Agosto a 1 de Setembro;
Surf Ranch Pro: 19 a 22 de Setembro;
France Men’s Pro: 3 a 13 de Outubro;
MEO Pro Peniche: 16 a 28 de Outubro;
Billabong Pipe Masters: 8 a 20 de Dezembro;

Provas femininas do Championship Tour
Gold Coast Women’s Pro: 3 a 13 de Abril;
Rip Curl Pro Bells Beach: 17 a 27 de Abril;
Bali Women’s Pro: 13 a 24 de Maio;
Margaret River Pro: 27 de Maio a 7 de Junho;
Oi Rio Pro: 20 a 28 de Junho;
J-Bay Open: 9 a 22 de Julho;
Surf Ranch Pro: September 19 a 22 de Setembro;
France Women’s Pro: 3 a 13 de Outubro;
MEO Pro Peniche: 16 a 28 de Outubro;
Hawaii Women’s Pro: 25 de Novembro a 8 de Dezembro;

Comentários