Os circuitos de da WSL de 2018, QS e CT, já vão a pouco mais de metade e muito ainda poderá acontecer. No entanto, se o tour acabasse hoje, esta seria a realidade para 2019.

O campeão mundial seria: Filipe Toledo.

O rookie do ano seria: Wade Carmichael.

Qualificados pelo Championship Tour (top22) estariam os seguintes nomes: Filipe Toledo, Julian Wilson, Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Jordy Smith, Wade Carmichael, Willian Cardoso, Michel Bourez, Mikey Wright, Griffin Colapinto, Owen Wright, Conner Coffin, Michael Rodrigues, Adrian Buchan, Kolohe Andino, Adriano de Souza, Kanoa Igarashi, Frederico Morais, Jeremy Flores, Ezekiel Lau, Sebastian Zietz e Tomas Hermes.

Qualificados pelo QS (top10): Peterson Crisanto, Seth Moniz, Alejo Muniz, Jack Freestone, Deivid Silva, Ryan Callinan, Evan Geiselman, Ricardo Christie, Thiago Camarão e Jadson André.

Quem ficaria de fora: John John Florence, Yago Dora, Connor O’Leary, Jesse Mendes, Patrick Gudauskas, Matt Wilkinson, Keanu Asing, Michael February, Joan Duru, Ian Gouveia, Caio Ibelli e Kelly Slater, além dos reformados, Mick Fanning e Joel Parkinson

Quem teria mais probabilidades de receber um wildcard: Entre Kelly Slater, Caio Ibelli e John John John Florence a WSL terá de escolher dois. Com um pouco de sorte Florence volta mais cedo e consegue a qualificação sem precisar de wildcard, o que facilitaria o “processo”.

Quem já começa a ficar com hipóteses reduzidas de se manter: Yago Dora, Connor O’Leary, Jesse Mendes, Patrick Gudauskas, Matt Wilkinson, Keanu Asing, Michael February, Joan Duru, Ian Gouveia têm todos muito terreno para recuperar.

E mais…

Mikey Wright tem potencial de ser o primeiro surfista que nunca foi membro oficial do CT qualificar-se via wildcards. Caso os convites comecem a faltar, há sempre o QS, onde também está muito bem classificado,

Como estariam os competidores portugueses: Frederico Morais estaria qualificado pelo top22 do Championship Tour. Neste momento encontra-se em 18º lugar do ranking mas ainda não tem a qualificação garantida pelo CT nem pelo QS. Mas ao que tudo indica, será via CT.

Por sua vez, Vasco Ribeiro precisa de mais 4 resultados. O seu 9º em Ballito foi o primeiro resultado sólido mas precisa de mais pontuações semelhantes e uma ou duas bastante mais fortes.

Novidades sobre próxima etapa AQUI…

Comentários