O ano já está a chegar a meio mas ainda muito pode acontecer. No entanto, se o tour acabasse hoje, esta seria a nova realidade do tour.

O campeão mundial seria: John John Florence

O rookie do ano seria: Connor O’Leary.

Qualificados pelo Championship Tour (top22) estariam os seguintes nomes: John John Florence, Jordy Smith, Owen Wright, Adriano de Souza, Matt Wilkinson, Joel Parkinson, Kolohe Andino, Filipe Toledo, Caio Ibelli, Gabriel Medina, Mick Fanning, Adrian Buchan, Julian Wilson, Sebastian Zietz, Connor O’Leary, Jeremy Flores, Ezekiel Lau, Frederico Morais, Kelly Slater, Conner Coffin, Wiggolly Dantas e Jack Freestone.

Qualficados pelo QS (top10): Jesse Mendes, Hiroto Ohhara, Jorgann Couzinet, Yago Dora, Cooper Chapman, Soli Bailey, Ian Crane, Kaenu Asing, Griffin Colapinto e Mitch Coleborn.

Quem ficaria de fora: Michel Bourez, Kanoa Igarashi, Italo Ferreira, Bede Durbidge, Ian Gouveia, Miguel Pupo, Jadson Andre, Josh Kerr, Stu Kennedy, Joana Duru, Ethan Ewing e Leonardo Fioravanti.

Como estariam os competidores portugueses: Frederico Morais estaria qualificado pelo top22 do Championship Tour e é também quem estaria mais perto de conseguir a qualificação pelo QS, ocupando neste momento a 20º posição do ranking. No entanto, ao contrário da mesma altura no ano passado, Frederico ainda não pontuou acima dos 1.680 em qualquer etapa, e o que tem (no QS) não é o que se chamam “keepers” para conseguir a qualificação. O mesmo se passa Vasco Ribeiro, que ocupa a 34º posição do ranking mas é como se o ano competitivo ainda não tivesse começado para ele, pois ainda não pontuou acima dos 840 pontos.

Ainda faltam muitas etapas QS e CT, por isso as posições de Vasco, Frederico e de muitos outros competidores podem mudar muito. A próxima etapa será o Outerknown Fiji Pro, uma prova que poderá “baralhar” o ranking. Descobre mais sobre a quinta etapa do Championship Tour, AQUI!

Comentários

Deixar uma resposta