Quem são os 8 tube riders que não podes perder no Billabong Pro Tahiti?

publicado há 5 meses por 0

Billabong-Pro-Tahiti-2016-Picks

Estamos a dois dias daquela que é, a par com Fiji, a etapa mais adrenalizante do WT, o Billabong Pro Tahiti, e a razão é simples: realiza-se numa das ondas mais pesadas do mundo!

Com várias etapas ainda por acontecer, a etapa em Teahupoo marca o meio do calendário do WT e a sua importância é fundamental para quem quer vencer o título mundial ou para quem quer manter-se na elite do surf mundial em 2017.

Teahupoo é uma onda muito específica e que requer determinados aspectos técnicos que nem todos os surfistas do WT dominam. Todos os têm, mas há uns que os dominam melhor que ninguém, e são esses que são os nomes mais perigosos nesta etapa.

A ONFIRE, quem sabe para te ajudar na escolha do teu team para o Fantasy para ver se é desta que nos vences (a nós editores da OF), apresenta-te 8 surfistas que são mestres em canudos pesados onde o perigo de vida é real.

Sem qualquer ordem de preferência aqui estão os oito eleitos!

Ace Buchan // O goofy australiano pode ser já considerado um veterano do tour mas desde sempre que foi daqueles surfistas que pode ser apelidado de silent killer! As suas performances passam muitas vezes debaixo do radar dos media até ele estar em finais e as vencer. Mas em Teahupoo os radares dos media focam as suas atenções a cada remada sua pois este, que já venceu esta etapa em 2013 batendo Slater, é um dos mais atirados e melhores tuberiders do mundo!

 

John John Florence // Não seria necessária nenhuma justificação do porquê deste nome nesta lista! Educado na infâme bancada de coral de Pipeline e Backdoor, o ditado de que Teahupoo é a segunda casa do havaiano não podia ser mais verdadeiro! O seu heat contra Slater nas meias finais o ano passado é talvez o melhor heat da História da WSL e cremos que não necessitamos de escrever mais sobre este fenómeno quando está na bancada de Teahupoo!

John John Florence a fazer o que mais gosta! Photo by Red Bull | Ryan Miller

John John Florence a fazer o que mais gosta! Photo by Red Bull | Ryan Miller

 

Jeremy Flores // O francês merece toda a nossa atenção não só por ser uma verdadeira besta, no bom sentido da palavra, em ondas deste tipo como por ser um dos surfistas que representa o velho continente. Também ele ex-vencedor desta etapa (o ano passado) e vencedor do prestigiado Andy Irons Perfomance Award (um prémio dado ao surfista mais atirado durante esta etapa), este seu curriculum vitae em Teahupoo é demasiado magro para as ondas que já aqui fez e para o que já mostrou ao mundo. Todos os surfistas têm um ponto no seu surf que é o mais forte e o de Jeremy são tubos mutantes como estes!

 

Ryan Callinan // Este pode ser o nome que não acreditas que faça parte desta lista, talvez por Callinan ainda não se ter provado em Teahupoo. Mas Callinan tem a escola core australiana, o que significa que tem nos seus genes, e basta ver o poderoso goofy a surfar, o à-vontade de um Occhilupo, ou mesmo de um Tom Carrol, em esquerdas tubulares e pesadas! Rookie no WT, é verdade que ainda tem de escrever o seu nome no Tahiti mas lembra-te também da sua performance no round 1 do Billabong Pipemasters 2013, onde entrou devido a um wildcard. Se isso não for suficiente, vê qualquer um dos seus filmes no Oeste Australiano… Nós até vamos mais longe, e prevemos que Callinan vai ser um dos grandes destaques do Billabong Pro Tahiti!

Ryan Callinan domina os tubos, sejam eles pequenos e apertados ou pesados e perigosos! Photo by Billabong

Ryan Callinan domina os tubos, sejam eles pequenos e apertados ou pesados e perigosos! Photo by Billabong

Matt Wilkinson // O actual número um do mundo nunca conseguiu melhor que um 25º em Teahuppo o que provavelmente te leva a perguntar o porquê da nossa escolha! Primeiro porque o mundo está a ver um Wilko que nunca ninguém viu e segundo porque quem vê todos os seus filmes sabe que este goofy saber dar tubos como poucos, e aidna por cima tem aquela “loucura” de adorar entubar em ondas de consequência.

 

Gabriel Medina // Medina é, sem dúvida nenhuma, o brasileiro que mais já se provou em ondas como Teahupoo. Quer dizer, talvez exista um outro, o próximo da lista… Vencedor desta etapa em 2014 (frente a Slater), o brasileiro é daqueles raros surfistas em que o ponto mais forte do seu surf é, todo o seu surf! O seu pico de forma está sem dúvida a crescer ao longo deste ano e quando embala por este caminho os seus adversários têm de ter cuidado, muito cuidado!

Medina venceu o Billabong Pro Tahiti em 2014 frente a Slater! Photo by WSL | Kirstin

Medina venceu o Billabong Pro Tahiti em 2014 frente a Slater! Photo by WSL | Kirstin

Bruno Santos // Vencedor dos trials este ano, o brasileiro é reconhecido internacionalmente pela sua capacidade inquestionável de surf as ondas mais tubulares e perigosas do mundo! Não há surfista no WT que não o reconheça, nem que seja pelo facto de Santos, em 2008, ter vencido os trials e, no final do WT, ter sido o grande vencedor!

 

Kelly Slater // Tal como John John Florence, não há necessidade nenhuma em justificar a presença do 11x campeão do mundo nesta lista. Inúmeras vezes vencedor desta etapa, todos sabem que é principalmente neste tipo de ondas que o Rei ainda se destaca mais da matilha. O seu ano não está a ser o melhor, e se Slater quiser ter hipótese de vencer o 12º titúlo tem de vencer esta etapa. E não há nada que Slater goste mais do que pressão desta enormidade!

Slater, no word needed! Photo by WSL

Slater, no word needed! Photo by WSL

O Billabong Pro Tahiti começa já dia 19 de Agosto e tens de assistir a tudo ao vivo AQUI!

 

Comentários