Os favoritos para vencer o Allianz Ericeira Pro by DaKine

publicado há 1 ano por 0

ALLIANZ-ERICEIRA-PRO-BY-DAKINE-2016-OS-FAVORITOS

Analisando o historial dos últimos 8 anos de Liga MOCHE em Ribeira D’Ilhas um surfista surge como claro favorito à vitória, mas tem pela frente alguns adversários de peso…

Vasco Ribeiro é o grande favorito para vencer a primeira etapa da Liga MOCHE de 2016. Nos últimos 5 anos o surfista de S. João do Estoril apenas competiu em 4 etapas mas garantiu presença em todas as finais e venceu duas. Vasco é dos poucos surfistas profissionais portugueses que quando vai à Ericeira prefere mais surfar em Ribeira D’Ilhas do que nos Coxos, o que lhe oferece uma clara vantagem pelo número de horas que tem dentro de água naquele pico. O seu surf sobressai ali como em poucos outros locais e “fabrica” notas excelentes com facilidade, o que faz dele especialmente perigoso e indiscutivelmente o favorito pois, além de ter feito 4 finais quase consecutivas, garantiu o primeiro e único título mundial júnior português naquela praia.

Frederico Morais seria, teoricamente, o seu maior adversário. “Kikas” também tem do seu lado um historial impressionante nesta onda que é considerada o “berço” do surf competitivo português. A sua primeira final foi em 2010, com 18 anos e só foi batido por Tiago Pires numa final bastante disputada. Desde aí Frederico já roubou uma das vitórias a Vasco Ribeiro, e terminou em 3º lugar em 2015, sendo derrotado aí apenas pelo eventual vencedor. O seu surf também se encaixa bem neste tipo de ondas e teria tudo para dar trabalho caso não estivesse neste momento na Austrália, sem planos para regressar a tempo de competir nesta prova.

Tiago Pires é o “Dark Horse” (e não o favorito) desta equação mas apenas por uma razão, como fazia parte do Championship Tour da WSL não pôde competir na Liga por alguns anos. Em 2015, no sua etapa de regresso ao circuito abriu logo com uma vitória batendo Frederico nas meias-finais e Vasco Ribeiro na final. Foi neste local que Saca deu que falar quando, com 15 anos, chegou a uma final do circuito nacional, ficando muito perto da vitória. No ano seguinte venceu e ao longo dos anos conseguiu alguns dos seus maiores triunfos em Ribeira, onde se destacam duas vitórias em Pro-Juniors e duas vitórias em WQSs 5 estrelas. Tiago conhece muito bem esta onda e se estiver com o ritmo certo poderá vencer novamente.

Tomás Fernandes é mais um surfista a ter em conta. Apesar de actualmente morar na Linha do Estoril, Fernandes cresceu nas ondas de Ribeira e venceu esta etapa em 2013. Além disso Tomás vem de uma temporada na Austrália onde competiu em eventos do circuito de qualificação da WSL e treinou muito, o que pode ser “fatal” para os seus adversários.

Também Zé Ferreira e Miguel Blanco têm um bom historial neste evento. Nenhum dos dois conseguiu vencer esta etapa mas Zé fez várias finais e Miguel também fez alguns heats fortíssimos neste point break de direita. Junta-se a isso o facto de nunca terem vencido na Liga MOCHE, o que poderá acrescentar alguma garra adicional.

Na frente goofy estão nomes como Marlon Lipke, Pedro Henrique, Filipe Jervis, Francisco Alves, Eduardo Fernandes, João Guedes e Nicolau Von Rupp, mas a história está contra eles. Os goofies não têm tido grande sucesso ao longo dos anos em Ribeira já que não se regista nenhuma vitória no circuito de um surfista com o pé direito à frente. Mas qualquer um destes surfistas tem potencial de vencer uma etapa a qualquer momento, principalmente se as condições estiverem boas para o surf de backside! Será no Allianz Ericeira Pro by Dakine de 2016 que um goofy se estreia nas vitórias?

Acompanha esta prova em directo a partir de sexta-feira, 18 de Março, AQUI!

(Foi no evento de 2011 que Vasco Ribeiro venceu pela primeira vez em Ribeira D’Ilhas…)

Comentários