Os favoritos à vitória do Allianz Sintra Pro

publicado há 12 meses por 0

OS-FAVORITOS-A-VITORIA-DO-ALLIANZ-SINTRA-PRO

O Allianz Sintra Pro tem aparecido e desaparecido do circuito com alguma regularidade, mas desta vez parece estar para ficar.

A etapa da Praia Grande 2015 foi uma das mais surpreendentes do ano, será que em 2016 as surpresas continuam?

Os principais favoritos (por ordem):

Além de ter vencido a prova da Praia Grande no ano passado Eduardo Fernandes tirou outros bons resultados no passado naquela praia, como um 3º em 2011 que esteve muito perto do primeiro. Estava a ter um ano competitivo fraco até à etapa do Porto, em que ficou em 3º lugar. A sua confiança, devido ao resultado recente e à vitória no ano passado, deverá estar novamente subir o que é sempre perigoso para os seus adversários.

Pedro Henrique descobriu o caminho para as vitórias na etapa passada e agora que quebrou essa barreira nenhum adversário está seguro. A sua vitória estará dependente das condições e todos sabem o tipo de mar em que é imparável. Tendo em conta que a etapa se vai realizar já em Junho, poderá perfeitamente estar o seu mar.

Frederico Morais está na melhor fase da sua carreira. Tirando um “deslize” em ondas difíceis na etapa do Porto, Kikas tem estado imparável. Em 2015 tinha fortes hipóteses de se sagrar campeão do circuito e da Allianz Triple Crown mas ficou a um heat de conseguir tudo isso logo ali. E além de estar em grande forma, tem na Praia Grande ondas que conhece como poucos, já que é muito vulgar passar a Serra quando está nortada no Guincho. Uma segunda vitória poderá mantê-lo na disputa pelo título mas com menos que isso será quase impossível conseguir o tri este ano.

Dark horses (sem ordem):

Tiago Pires só não está na lista do topo por duas razões, já não vence desde a primeira etapa de 2015 e no passado teve alguns “shockers” ali. Mas não é preciso lembrar ninguém que não foi assim há tão pouco tempo que estava no CT a vencer baterias, algo muito mais difícil de fazer que vencer na Liga. Será que quebra o jejum na Praia Grande?

Ruben Gonzalez tem um bom historial nesta praia. Em 2003 venceu esta etapa e foi aí que começou um novo momento da sua carreira que o levou a garantir 4 título deste circuito, algo que nenhum outro surfista no país conseguiu superar. Essa não foi a sua única vitória neste local (a mais recente em 2011) e tal como Eduardo Fernandes em 2015, poderá dar uma reanimada na sua carreira competitiva na Praia Grande.

Tal como Tiago Pires, Vasco Ribeiro tem surf para estar sempre nos 4 favoritos em todas as etapas deste circuito. De facto, Vasco tem surf para vencer qualquer etapa a qualquer momento. Mas não nos parece que este circuito seja o seu maior foco do momento. Além disso, tirando o ano do seu primeiro título, é nas três primeiras etapas do ano que Ribeiro vence, e a partir daí gere a sua vantagem. Nos anos em que não está com vantagem por norma não vence mais à frente, e se sair como campeão na PG será uma excepção no seu historial.

Zé Ferreira, Miguel Blanco, Filipe Jervis são três surfistas que já deviam ter vencido pelo menos uma etapa neste circuito. Está na hora de quebrar o gelo e seria algo muito celebrado se um deles conseguisse aqui a sua (justa) estreia!

Outros surfistas a ter em conta (também sem ordem):

Gony Zubizarreta, Marlon Lipke, Tomás Fernandes, João Kopke, Francisco Alves e João Guedes são mais alguns surfistas que podem surpreender qualquer um dos nomes acima e levar o “caneco” para casa.

Acompanha tudo directo AQUI!

(A vitória de Ruben Gonzalez em 2011)

Comentários