O mais importante circuito de surf português, a Liga MEO Surf, está a duas etapas de chegar ao fim mas o título mais importante ainda está longe de estar decidido.

O Allianz Figueira Pro terminou com a vitória de Gony Zubizarreta que, com três finais em três etapas, será o provável vencedor da Liga. Não será a primeira vez que o galego residente na Ericeira vence o circuito, mas o título nacional não está ao ser alcance por não ser português.

E se a Liga parece estar praticamente decidida, o título nacional continua em aberto. Um forte candidato a este título é Filipe Jervis que, com dois 3ºs lugares e um 9º ocupa a segunda posição do ranking. Se conseguir “limpar” a etapa mais baixa com resultados semelhantes, iguais ou superiores poderá ser campeão. Se vencer uma etapa, que é algo que o tem iludido na última década, poderá deixa os outros contenders a correr atrás, o que o deixa bem posicionado para conseguir título bem merecido pelo surf que tem apresentado ao longo dos anos.

Vasco Ribeiro, que se encontra em 3º lugar do ranking, é também um forte candidato. Os seus três 5ºs lugares são resultados fracos para um surfista do seu gabarito e se não faltar às próximas etapas poderá melhorar muita a sua posição e sagrar-se campeão. No entanto terá que quebrar esta barreira dos quartos de final, algo que tudo indica que fará com facilidade.

Vários outros surfistas contam com um resultado forte, como por exemplo Marlon Lipke, que tem uma vitória, João Kopke, que tem um “vice”, e ainda Pedro Henrique, Francisco Alves e Tomás Fernandes, que têm um 3º lugar cada, têm sido pouco consistentes e já precisavam de um resultado muito forte para chegarem ao fim com hipóteses reais de serem campeões. Com o que se pode chamar um outside shot está Eduardo Fernandes. O goofy mesmo tendo “apenas” dois 5ºs lugares e um 9º a contar, tem apresentado uma incrível forma ao longo das primeiras fases e poderá ser o dark horse desta disputa.

A lista não estaria completa sem o actual número 10 do ranking, Miguel Blanco. Este ano Miguel ainda só perdeu um heat na Liga, contra Gony Zubizarreta, nos quartos de final da etapa do Porto. No entanto, e mesmo tendo faltado à etapa da Figueira por estar a competir no Chile, Blanco tem um 1º lugar a contar, e um 5º, o que o deixa numa excelente posição para se sagrar campeão nacional. Contra sim tem o facto de estar sem margem de erro pois o seu descarte terá de ser a etapa que faltou.

Esta disputa deverá “afunilar” já na próxima etapa, o Allianz Sintra Pro, que se realiza na Praia Grande entre 6 e 8 de Julho.

Comentários