Se na actualidade é bastante vulgar ver surfistas portugueses a dar cartas em provas QS e mesmo CT, nos anos 90 o circuito mundial estava num patamar ainda muito distante, mesmo para os maiores talentos do país. O ano de 1992 foi quando a ASP (actual WSL) instituiu as duas divisões do tour, o circuito de qualificação e o Championship Tour. Fica a conhecer o percurso do surf português* desde o início dos anos 90 até à actualidade.

1992
Eventos realizados em Portugal: Zero
Destaques portugueses: Zero
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
João Alexandre “Dapin” – 223º
Rodrigo Herédia – 353º
João Antunes – 431º
Durante o ano de transição para os dois tours os surfistas portugueses estavam, e estariam quase até ao fim da década, mais focados nos circuitos europeu (EPSA) e nacional. Alguns tentaram a sua sorte nas provas mais próximas de casa, com pouco sucesso.

1993
Eventos realizados em Portugal:
Staroup Pro | Viana do Castelo | 4 estrelas | Vencedor – Mike Parsons
Buondi O’Neill Pro | Ribeira D’Ilhas | 3 estrelas | Vencedor – Barton Lynch
Destaques portugueses:
João Alexandre “Dapin” – 17º lugar no Pukas Pro
Marcos Anastácio – 25º lugar no Staroup Pro
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
Rodrigo Herédia – 207º
Marcos Anastácio – 224º
João Alexandre “Dapin” – 318º
Com a oportunidade de competir em águas portuguesas foram vários os profissionais do nosso país que competiram entre os melhores do mundo. Em destaque estiveram tanto João Alexandre “Dapin” como Marcos Anastácio, que conseguiram chegar aos oitavos de final de uma prova.

1994
Eventos realizados em Portugal:
Buondi O’Neill Pro | Ribeira D’Ilhas | 3 estrelas | Vencedor – Fábio Gouveia
Destaques portugueses:
Rodrigo Herédia – 13º lugar no Costa Rica Challenge
Nuno Matta – 9º lugar no Pantin Surf Classic
João Antunes – 17º lugar no Buondi O’Neill Pro
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
Rodrigo Herédia – 176º
1994 foi um ano que várias barreiras foram quebradas. Rodrigo Herédia “furou” o top200 e começou uma boa tradição de surfistas portugueses que venciam o título nacional e no ano seguinte apostavam no QS. Rodrigo tornou-se no primeiro luso a chegar aos quartos de final numa prova da ASP, um feito que foi repetido uns meses mais tarde por Nuno Matta. Mas foi a performance que melhor representou o surf português neste circuito foi a de João Antunes no Buondi O’Neill Pro.

1995
Eventos realizados em Portugal:
O’Neill Buondi Pro | Ribeira D’Ilhas | 4 estrelas | Vencedor – Chris Brown
Buondi Yoggi | Miramar | 3 estrelas | Vencedor – Renan Rocha
Figueira Pro | Figueira da Foz | 3 estrelas | Vencedor – Pat O’Connell
Destaques portugueses: Zero
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
João Antunes – 169º
Rodrigo Herédia – 274º
Marcos Anastácio – 376º
Nem sempre a evolução dos portugueses no circuito QS se traduziu em resultados. 1995 foi um ano em que os lusos se foram aproximando do nível geral do circuito, ainda sem momentos expressivos.

1996
Eventos realizados em Portugal:
O’Neil Buondi Pro | Ribeira D’Ilhas | 5 estrelas | Vencedor – Chris Gallagher
Boundi Pro | Miramar | 3 estrelas | Vencedor – Mick Lowe
Pepsi Buondi Pro | Praia Grande | 3 estrelas | Vencedor – Jake Patterson
Destaques portugueses:
João Antunes – 13º lugar no Quiksilver Pantin Surf Classic.
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
João Antunes – 301º
José Araujo – 399º
Bruno Charneca – 444º
Um ano semelhante ao anterior em que os lusos estavam mais dedicados aos circuitos nacionais e europeus.

1997
Eventos realizados em Portugal:
RTP Buondi Pro | Miramar | 3 estrelas | Vencedor – Chris Davidson
Destaques portugueses: Zero
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
João Antunes – 137º
Bruno Rodrigues – 632º
Ruben Silva – 632º
Novamente um ano de poucos destaques excepto para os resultados de João Antunes, que tinha terminado no top4 do circuito europeu no ano anterior, o que lhe garantiu entrada em fases avançadas de todas as provas QS na Europa, culminando na melhor classificação de um português no ranking até à data.

1998
Eventos realizados em Portugal:
Buondi Sintra Pro | Praia Grande | 5 estrelas | Vencedor – CJ Hobgood
Scorpion Bay Buondi Pro | Salgueiros | 3 estrelas | Vencedor – Sean Holmes
Destaques portugueses:
João Antunes – 13º lugar no Quiksilver Pantin Surf Classic.
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
Rodrigo Herédia – 162º
João Antunes – 275º
José Gregório – 307º
Tiago Pires – 318º
Tal como Antunes no ano anterior, também Rodrigo Herédia terminou no top4 da Europa e teve acesso a fases avançadas das provas, fazendo aí a que foi a última incursão ao QS da sua geração. Mas foi um muito jovem Tiago Pires quem realmente começou a dar que falar, passando várias baterias em diversas provas europeias. O plano já estava traçado, Saca iria vencer o circuito nacional aos 18 anos e o ano seguinte seria para apostar no circuito QS mas…

1999
Eventos realizados em Portugal:
Scorpion Bay Buondi Pro | Gaia | 3 estrelas | Vencedor – Shane Powell
O’Neill Buondi Pro | Ribeira D’Ilhas | 5 estrelas | Vencedor – Pat O’Connell
Destaques portugueses:
Tiago Pires – 9º lugar no O’Neill Buondi Pro (5 estrelas), 13º lugar no Headworx Ballentines Classic (4 estrelas), 17º lugar no Hang Loose Pro Contest (3 estrelas), 25º lugar no Maresia Surf Floripa (6 estrelas)
Melhores posições portuguesas no ranking QS:
Tiago Pires – 76º
Marcos Anastácio – 222º
Ruben Gonzalez – 369º
Ao contrário do que se esperava, Tiago Pires não conseguiu vencer o circuito nacional de 1998 mas não fez o erro de ficar à espera de o conquistar para mais tarde se atirar de cabeça ao circuito mundial. Saca reunia uma série de características nunca antes vistas num só surfista em Portugal e logo no seu primeiro ano tirou vários resultados expressivos e entrou no top100. Mas isso seria apenas o começo…

 

*É de lembrar que Patrícia Lopes deixou a sua marca no circuito feminino muito antes de todos os surfistas da categoria masculina, tendo inclusive terminado em 17º do ranking final em 1993 e acabando por competir na ASP por mais de uma década.

Mais conteúdos “À Porta do Olimpo” AQUI!

Comentários