Os últimos meses têm sido bastante calmos em termos de mudanças de patrocínios, se excluirmos a contratação de Teresa Bonvalot pela Rip Curl, de Stu Kennedy pela Aloha Surfboards e Vicente Romero pela Willdsuits Wetsuits.

A grande novidade do momento é o projecto EDP Surf for Tomorrow, uma iniciativa da EDP que visa proporcionar a 5 surfistas condições para no futuro disputarem vagas na elite do surf mundial. A equipa é constituída pelos surfistas portugueses João Mendonça, Gabriela Dinis e Matias Canhoto e pelos irmãos bascos Kai e Hans Odriozola, e acompanhada por Zé Seabra, um nome que dispensa apresentações no surf português.

A nível Europeu vimos o ex-top do CT, Joan Duru, a voltar a ter o bico da sua prancha preenchido pela Dockers, uma marca com 30 anos de existência, apesar de até agora nunca ter apostado muito no mercado do surf. Joan passou a ser patrocinado pela marca dos pés à cabeça enquanto que a sua namorada e também guerreira do QS, Maud le Car e o mais famoso surfista viajante basco, Kepa Acero, juntam-se à equipa como embaixadores. Nos EUA outro ex-top do CT, Nat Young, que fez parte da famosa vaga de despedimentos da Hurley há um par de anos, juntou-se à marca de fatos Buell.

A grande contratação a nível mundial acontece no Brasil. Caio Ibelli, um dos grandes destaques da Brazilian Storm no Championship Tour encontrava-se sem patrocínio principal desde o início de 2019 e assinou agora com Rusty, passando a ser patrocinado de pranchas e roupa.

Entretanto, no Japão, a bombinha Shun Murakami, um dos maiores talentos da terra do sol nascente, deixou de fazer parte do team Volcom.

 

Comentários