Chegados às meias finais do Bom Petisco Cascais Pro ainda havia dois candidatos na disputa pelo título nacional e wildcard no MEO Rip Curl Pro Portugal. Entre Miguel Blanco e Pedro Henrique quem chegasse terminasse mais alto no campeonato seria campeão e, em caso de empate nas meias finais, Blanco seria campeão.

Miguel Blanco começou muito forte contra Kiron Jabour, pontuando de imediato notas de 6 e 6.5, o que lhe deu uma forte liderança. O havaiano não baixou os braços e foi trabalhando ao longo do heat, baixando em muito o seu requisito com uma onda de 6.25, o que o deixou a precisar de uma onda semelhante para passar para a liderança a menos de 10 minutos do fim. Kiron passou o resto do heat a arriscar muito para fazer a nota mas não foi bem sucedido e Blanco seguiu em frente.

Pedro Henrique também começou bem o seu heat contra Guilherme Fonseca, indo directamente para a liderança com ondas de 4.5 pontos e 2.,75. Fonseca mostrou um ritmo competitivo muito forte e garantiu logo uma nota de 4.25 para back up. A 10 minutos do fim apanhou uma boa esquerda e com duas manobras muito fortes fez uma nota de 6.5 e passou para a frente. A partir daí “Gui” dominou bem a prioridade geriu a liderança até ao fim. A situação não mudou e Pedro Henrique foi eliminado, o que garantiu a Miguel Blanco o título de campeão nacional e o wildcard na prova do Championship Tour de Peniche.

Parabéns Miguel Blanco!

Comentários