A etapa brasileira do Championship Tour de 2019, o Oi Rio Pro, apontava para ter os 32 membros da elite do surf mundial presentes pela primeira vez este ano. Mas, poucos dias depois de sair a grelha “completa” começaram a ser oficializadas as ausências e os substitutos.

Leonardo Fioravanti foi o primeiro a sair do draw, o que garantiu a vaga de Caio Ibelli, o primeiro replacement do tour. Depois foi a vez de Mikey Wright, que também tinha faltado a Margaret River, o que abriu uma vaga para o segundo substituto, Frederico Morais.

Há pouca informação sobre a situação de Mikey Wright, que alegou problemas nas costas e ainda não fez qualquer tipo de comunicação oficial sobre a sua recuperação. Já Fioravanti, que se lesionou durante a prova realizada no Oeste da Austrália, comunicou que o seu regresso poderá demorar. Leo deslocou o ombro pela segunda vez e teve que ser operado. “A melhor escolha foi fazer uma cirurgia. Fui operado hoje em Bordeaux e, felizmente, tudo correu bem! Quanto ao tempo de recuperação, ainda não tenho certeza, mas serão alguns longos meses de trabalho duro.“, comentou o italiano via instagram.

Isto significa que o actual 25º classificado do Championship Tour irá seguramente faltar às etapas de Jeffreys Bay e Teahupoo e possivelmente até à da piscina de ondas, Freshwater Pro. Garantido nessas etapas fica Caio Ibelli e, muito provavelmente, Frederico Morais. No entanto, o foco do surfista de Cascais mantém-se no circuito QS já que, por ter faltado às três primeiras etapas do ano, dificilmente conseguirá a qualificação via CT.

Comentários