Realizou-se na noite de 6 de Dezembro, em Oahu, Havai, um dos eventos mais tradicionais do meio do surf, o Surfer Poll Awards. Este concurso é organizado pela revista Surfer desde 1963, atribuindo todos os anos o reconhecimento de surfista mais popular do planeta numa votação feita pelo público.

Mesmo tendo estado fora do cenário competitivo durante grande parte do ano, o bicampeão mundial John John Florence foi mais uma vez o vencedor. A vitória de Florence pelo 5º ano consecutivo faz dele o terceiro surfista com mais sucesso neste prestigioso evento, atrás apenas de  Tom Curren e Kelly Slater. No entanto, se quiser superar qualquer dos nomes à sua frente ainda terá de se manter como surfista favorito do público durante muito tempo. Isto porque Curren leva 8 vitórias e Kelly Slater 19. O 11x campeão mundial venceu o SPA entre 1991 e 2001, sendo apenas destronado por Andy Irons em 2002 e 2003, e voltou a dominar entre 2004 e 2013.

Os resultados do evento deste ano revelaram algumas surpresas, como o segundo lugar de Jack Freestone e a vitória da sua “cara metade”, Alana Blanchard, que já tinha vencido em 2013. A “Jack Free” segue-se Kelly Slater (3º), Filipe Toledo (4º), Gabriel Medina (5º), Julian Wilson (6º), Mick Fanning (7º), Dane Reynolds (8º), Griffin Colapinto (9º) e Andy Irons (10º).

Infelizmente o nosso Frederico Morais ficou fora do top10. Depois de se estrear em 2017 com uma histórica 4ª posição, a melhor de sempre de um surfista Europeu, o público não voltou a votar massivamente no surfista de Cascais. No entanto, como acontece desde 1963, 2019 o evento realiza-se novamente no próximo ano e tanto Morais como outros surfistas portugueses podem voltar a “furar” o top10.

Comentários