Frederico Morais entra no top10 do QS!!!

publicado há 6 meses por 2

frederico-morais-em-10-lugar-no-qs

A temporada de 2016 foi “dura” para a “Armada Lusa”, mas três surfistas chegaram à temporada havaiana com hipóteses de conseguirem a qualficação para o Championship Tour do ano seguinte.

Todos eles precisavam de resultados excelentes e Frederico Morais era quem estava mais perto, em 28º lugar. Pedro Henrique foi o primeiro a ficar fora da disputa por não ter comparecido nas etapas havaianas, algo que aconteceu provavelmente por “motivos de força maior”!

Vasco Ribeiro era quem estava mais longe da qualificação, em 94º lugar. O surfista de S. João do Estoril surfou muito e avançou 3 heats, sempre com notas excelentes, para conseguir um 17º lugar e assim subir ao 70º lugar no ranking.

Frederico Morais venceu uma etapa no QS esta ano e no último QS 6.000 da temporda, o Hang Loose Pro Contest, conseguiu mais alguns pontos, melhorando muito a sua posição. As contas feitas pela ONFIRE apontavam para um “cut” aos 16.000 pontos, o que obrigava Morais a fazer cerca de 8.000 pontos, que seria um segundo lugar ou algo como um 3º e 17º.

Com uma prestação brilhante em Haleiwa Frederico garantiu o 2º lugar (e os 8.000) o que lhe permitiu subir 18 posições, passando a ocupar o 10º lugar do ranking! À sua frente estão 9 surfistas que, neste momento, precisam dos pontos para estar no CT de 2017, o que deixa o português com a a última de 10 vagas.

No entanto, entre eles, dois fazem parte já da elite do surf mundial e têm hipoteses de se qualificar por aí, tornando-se “double qualifiers” o que abrirá mais 2 vagas para a alite. Mas o requisito é alto para eles, Jeremy Flores precisa de vencer o Pipe Masters para entrar no top22 enquanto que Kanoa Igarashi precisa de menos, 9º lugar ou 5º, dependendo de resultados de terceiros.

Isso significa que Frederico Morais não está seguro na qualificação para o CT de 2017. É possível que o ranking não mexa muito na etapa de Sunset e Morais já fez uma final nessa localização. Mas, para se garantir, Frederico ainda terá possívelmente de passar alguns heats na última etapa e substituir a sua pontuação mais fraca, 1.100 pontos, para algo mais alto. Se conseguir a vaga Frederico será apenas o segundo surfista português a entrar no Championship Tour, seguindo assim os passos de Tiago Pires!!

Comentários

  1. Boas a um erro nas contas Francisco encontra se em 10° não em 9°