A temporada de 2018 do Championship Tour da WSL está quase a chegar a metade do ano e o ranking começa a ficar mais definido.

O top5 do ranking começa a ficar cada vez mais coeso e já se percebe quem serão os candidatos ao título mundial. Ítalo Ferreira, com uma vitória impressionante em Keramas, saltou para a frente do circuito e tendo em conta que a próxima etapa será em Uluwato, uma prova que favorece o seu surf, o brasileiro poderá criar mais distancia entre si e os adversários mais próximos, que são Filipe Toledo e Julian Wilson.

A grande surpresa do ranking pós Corona Bali Protected é a 12ª posição de Mikey Wright. Mesmo com uma etapa a menos o australiano está muito bem classificado e caso continue a receber wildcards poderá fazer história e qualificar-se para o CT sem nunca o ter conseguido via QS.

O único português no tour, Frederico Morais, não conseguiu melhor que um 13º lugar, o que se traduziu numa queda de 4 lugares no ranking. Kikas passou para 19º lugar do ranking, ficando ainda bem dentro da bolha da qualificação e tem mostrado surf para voltar a entrar no top16. No entanto, antes de ter a oportunidade de vestir novamente a lycra de competição, poderá cair mais no ranking. Isto porque foi eliminado no round 2 do Margaret River Pro, uma etapa que agora será terminada em Uluwato. 6 dos 8 competidores que se encontram logo atrás de Morais ainda estão em prova em “Ulu” e terão a oportunidade de o superar. Felizmente logo de seguida vem Jeffreys Bay, uma etapa onde o nosso “internacional” fez a final em 2017 e poderá tirar mais um grande resultado.

Podes acompanhar a evolução do “Uluwato CT” dentro de horas AQUI!

Comentários