O circuito de qualificação ainda não chegou ao fim mas o Championship Tour da WSL de 2017 já tem alguns nomes novos confirmados. Fica a conhecer os novos surfistas do mais importante circuito de surf do mundo!

Nome: Ethan Ewing
Idade: 17
Local: Point Lookout, Austrália
Patrocínios: Billabong, Oakley, Creatures of Leisure,Futures, DHD

Resultados em 2016: 2º lugar Vans US Open of Surfing (QS 10.000), 5º lugar Ballito Pro (QS 10.000), 13º lugar Hawaiian Pro (QS 10.000), 1º lugar Essential Costa Rica Open (QS 3.000), 9º Ichinomya Chiba Open (QS 6.000)

Ethan é a grande surpresa de 2016, um surfista que apareceu de repente e surpreendeu tudo e todos, incluindo ele próprio. Não estava nos planos competir no QS a tempo inteiro mas com uma perna australiana tão forte era impossível adiar e inevitável. Ewing começou com um 17º numa etapa QS, seguiu com um 3º numa etapa Pro Junior, venceu o QS seguinte e foi vice na etapa que se seguiu e pouco depois venceu 4 Pro Juniores de seguida! Quando chegou a Ballito já era um nome a ter em conta e não desiludiu, acabando nos quartos de final. No US Open fez a final e aí ficou com um pé no CT de 2017. Quando começou a deslizar no ranking arrancou para uma etapa de 3.000 pontos na Costa Rica e venceu e em Haleiwa confirmou a sua presença.

Não surge um surfista tão promissor tão de repente desde Taj Burrow nos anos 90 e tudo indica que Ethan Ewing é o real deal. O seu surf lembra Andy Irons mas tem toques de Taj e Mick e a sua competitividade é fora de série!

O que se deve esperar em 2017?

Andy, Taj, Mick e Parko tiveram dificuldades no primeiro ano e é de esperar que Ewing também tenha. Pelo que consta o seu surf em point breaks pesados de esquerda não perde muito para o que tem mostrado na provas QS. A seu favor está também o seu bom seeding e o facto de ter as primeiras provas do ano em casa e em condições que teoricamente o favorecem. Deve apanhar ritmo ao longo do ano, ou dos primeiros anos, e down the line, poderá potencialmente tornar-se num candidato ao título.

Probabilidade de ficar nos 22 primeiros do ranking de 2017: Sólida

Comentários

Os comentários estão fechados.