CT 2016 | Alex Ribeiro | New on Tour

publicado há 1 ano por 0

ALEX-RIBEIRO-New-on-tour

O circuito de qualificação já chegou ao fim e apesar de ainda haver potencial de abrirem mais duas vagas, sete caras novas e um “regressado” já estão qualificados. Fica a conhecer as novas caras do mais importante circuito de surf do mundo!

Nome: Alex Ribeiro
Idade: 25
Local: Guarujá, Brasil
Patrocínios: Natural Art, Star Point Surf Shop, Arnette

Resultados em 2015: 1º lugar Quiksilver Pro Saquarema, 5º lugar Vans US Open of Surfing, 9º lugar Sata Azores Pro, 25º Hawaiian Pro, 9º lugar Red Nose Pro15 Florianopolis SC

A “classe de 2015”, o grupo que se “graduou” e garantiu vagas no CT de 2016, é uma das mais impressionantes da história do tour. Pelo meio está um surfista menos com menos “hype” e de quem se espera menos, Alex Ribeiro. O surfista do Guarujá não é mencionado quando se fala da #brazilianstorm, nunca venceu títulos mundiais como júnior e não tem patrocínios internacionais mas isso não o impediu de fazer uma das melhores campanhas do ano no QS.

Em 2014 Alex já tinha mostrado parte do seu potencial ao vencer duas etapas no Brasil mas o seu grande arranque a caminho do Championship Tour foi quando venceu o QS 10.000 de Saquarema, batendo Jeremy Flores na última onda da final. E ao contrário de Wade Carmichael e de Hiroto Ohhara, que também venceram etapas de graduação máxima, conseguiu mais resultados expressivos e acabou confortavelmente dentro da bolha de qualificação.

O que se deve esperar em 2016?

Um seeding razoável e uma expectativa baixa poderá jogar a favor de Ribeiro. Não há grandes registos das suas prestações em fundos de pedra e point breaks, mas em beach break poderá dar muito trabalho. É um daqueles surfistas que se deve tentar garantir também pelo QS “just in case” e pode ser considerado como o “underdog” do momento. Será que esconde um arsenal preparado para ondas perfeitas? O seu surf de frontside é muito progressivo e é aí que tem conseguido os seus triunfos mas, como é muito típico entre os goffies, de backside é muito competitivo e não mostra grandes fraquezas! Não é candidato ao prémio de rookie do ano mas poderá surpreender alguns nomes conceituados e é provável que, agora que chegou  à elite, fique no Championship Tour por alguns anos!

Comentários