O ano de 2017 não podia estar a correr muito melhor para Carol Henrique. Esta surfista, que actualmente compete com a nacionalidade portuguesa, chegou ao nosso país, vinda do Brasil, há alguns anos e teve de batalhar muito para chegar a esta fase da sua carreira.

Apesar de estar a ameaçar grandes resultados há alguns anos, 2016 parece ter sido o ponto de viragem e 2017 a confirmação. No ano passado sagrou-se campeã da Liga MEO Surf pela primeira vez, um título que revalidou este ano apesar de encontrar forte oposição no circuito.

Mas o título da Liga não foi o único highlight do seu ano. Em Abril esta surfista tornou-se na primeira a vencer uma etapa do circuito QS por Portugal (e foi vice-campeã em outra prova), em Junho conquistou o seu primeiro main sponsor em muitos anos, em Agosto conquistou o bi-campeonato na Liga, e este mês juntou o título Europeu à sua lista de grandes feitos.

Foi durante a etapa de Marrocos, o Anfaplace Pro Casablanca, que Carol recebeu o título. Segundo a agência Lusa, a recém sagrada campeã Europeia comentou o seguinte: “Estou muito feliz. Sabia que estava na liderança da corrida porque estive quase toda a ‘perna’ europeia na frente mas, com uma pontuação muito perto da Justine Dupont, da Garazi Sánchez e até da Maud Le Carr e da Camilla Kemp. Sabia que estava muito em aberto, havia muitas etapas. Até à última etapa estava acessível para a Garazi vencer. Depois, em Marrocos aconteceu que eu não tive um bom resultado mas os meus resultados anteriores acabaram por me favorecer e acabei por conquistar mesmo o título de campeã europeia. Não tinha a certeza se eu era a primeira a conseguir o título para Portugal, só depois tive a certeza absoluta. Estou mesmo feliz. Além de ser um objetivo pessoal, é também muito gratificante poder dar este título a Portugal”.

Outro motivo de orgulho desta surfista é a sua posição no ranking QS da WSL, um 24º lugar, o que faz dela a surfista portuguesa mais bem classificada no circuito mundial! Parabéns Carol!

Comentários

Deixe uma resposta