Há celebridades que aproveitam acções de solidariedade para ganhar visibilidade e protagonismo mas Mick Fanning claramente não é uma delas. Quando lhe foi apresentado Barney Miller, um surfista australiano que ficou tetraplégico quando era jovem, Mick de imediato fez tudo ao seu alcance para melhorar a situação deste, na altura, desconhecido.

Tudo começou com alguns passes para a área de competidores de um evento, para Barney poder ver melhor a acção, e seguiu para uma grande amizade que incluiu surfarem juntos e apoiar o seu novo amigo nos momentos mais importantes da sua recuperação.

Miller é em muitos aspectos uma inspiração para todos pois mesmo o seu acidente não o impediu de conquistar objectivos que muitos outros, sem limitações, não conseguiram. Logo a seguir ao seu acidente os médicos informaram-no de que nunca mais andaria mas Barney não aceitou o diagnostico e tem evoluído muito para atingir o que muitos consideram impossível.

Um dos que retirou mais inspiração da forma de estar deste “guerreiro” foi Fanning, que diz ter aprendido a nunca baixar os braços e lutar sempre pelo que muitas vezes parece incalcinável, uma postura que o ajudou a conquistar os seus títulos mundiais. Esta amizade nunca foi muito explorada pelos media mas recentemente o programa “60 minutes”, na Austrália, fez uma peça que conta a história destes dois surfistas…

 

Comentários