Quantos portugueses já venceram provas no circuito de qualificação da World Surf League? E se te dissermos que 8 surfistas já venceram provas por Portugal e que Tiago Pires não é quem venceu mais?

Fica a conhecer o historial das vitórias lusas no circuito QS:

Justin Mujica – 6 vitórias
Apesar de não ter nascido (nem crescido) em Portugal, Justin recebeu a nacionalidade portuguesa ao fim de poucos anos no nosso país e representou-nos bem em várias provas de 1 estrela realizadas na Europa. A primeira foi os “Beach Games” na Praia Grande em 2001, enquanto que em 2002 venceu em Tápia, Espanha, e em 2003 em Tenerife, Canárias. Em 2004 venceu duas provas, em Tápia e na Praia do Amado, Portugal. Em 2006 venceu pela última vez, novamente em Tenerife, sendo a sua única vitória numa etapa de 2 estrelas. Pelo meio Mujica conquistou um título que sempre iludiu os surfistas portuguesas, o de campeão da EPSA, já numa época em que o circuito Europeu se tinha fundido com a ASP.

Tiago Pires – 5 vitórias
Quando venceu o Gaia Shopping Buondi Pro, prova de 3 estrelas realizada em Vila nova de Gaia em 2000, Saca tornou-se no primeiro português numa final e o primeiro a vencer. Dois anos garantiu a primeira vitória portuguesa fora da Europa, no Irago Billabong Pro, no Japão em 2002 (5 estrelas). Seguiram-se duas vitórias consecutivas no Buondi Ericeira Pro em 2005 (6 estrelas) e 2006 (5 estrelas). Seis anos depois conseguiu a sua última vitória, mais uma etapa de 6 estrelas, desta vez em Lanzarote, Canárias, em 2012. Além disso Tiago fez história com a primeira final no Havai, quando terminou em 2º lugar na prova de Sunset, e mais várias dezenas de resultados incríveis no Championship Tour, outras provas QS e até special events.

Frederico Morais – 4 vitórias
O único português a fazer uma final no Championship Tour e quatro finais QS no Havai, Frederico Morais, até recentemente tinha apenas uma vitória no QS a seu nome, o Martinique Surf Pro (QS 3.000) de 2016. O resultado parece ter feito muito pela confiança deste surfista que no final desse ano conseguia a qualificação para o CT. Até que em 2019 facturou a etapa de 3.000 pontos de Santa Cruz, a etapa de 6.000 nos Açores e a etapa de 10.000 em Haleiwa, o que lhe permitiu vencer o circuito.

Ruben Gonzalez – 3 vitórias
Com o passar dos anos vamos esquecendo os feitos de grandes surfistas como Ruben Gonzalez. Já perdemos conta do número de vitórias na Liga MEO mas no circuito de qualificação Ruben venceu por três vezes, mostrando que também estava entre os melhores da Europa. As suas vitórias aconteceram em provas de 1 estrela, os “Beach Games” em Moledo (2003), o Buondi Caparica Pro em 2004 e o Goanna Pro de Tápia em 2006.

Pedro Henrique – 2 vitórias
O ex-campeão mundial júnior venceu duas etapas por Portugal e uma ainda com a nacionalidade brasileira. Em 2015 venceu o Quiksilver Pro Casablanca, em Marrocos, e em 2016 venceu o Seat Pro Netanya, em Israel, ambas etapas QS 1.500.

José Gregório – 1 vitória
Gregório era um dos grandes nomes do circuito EPSA e continuou o seu percurso quando o mesmo passou a ser realizado em provas do circuito QS. Quando venceu Shopping Buondi Pro (1 estrela) em 2001, um ano depois de Tiago Pires ter vencido a prova, tornou-se no segundo português a triunfar nesse circuito.

Carol Henrique – 1 vitória
Carol conseguiu a nacionalidade portuguesa antes do seu irmão Pedro, e aos poucos foi fazendo um percurso de mérito inegável. Entre outros grandes resultados conseguiu a primeira vitória no circuito QS no Pro Zarautz (QS 1.500) de 2017 por Portugal e mostra potencial de o voltar a fazer.

Yolanda Hopkins – 1 vitória
A surfista algarvia apostou forte no circuito QS em 2019, tendo participado em 12 etapas e vencido uma, o Roxy Open, realizado em Inglaterra, tornando-se na segunda surfista portuguesa a vencer uma prova deste circuito.

 

By the numbers:
– Justin Mujica é quem venceu mais provas mas, contabilizando as pontuações, tanto Tiago Pires como Frederico Morais estariam à sua frente;
– Tiago Pires foi o primeiro a vencer por Portugal, o primeiro a vencer fora de Portugal e o primeiro a vencer na Ásia;
– Frederico Morais foi quem venceu mais etapas num só ano, 3 provas, e o único a vencer no Havai;
– Marlon Lipke e Pedro Henrique venceram provas QS  na altura ainda não representavam Portugal, nacionalidade que adoptaram mais tarde;
– Tanto Tiago Pires como Frederico Morais já lideraram o circuito QS, o primeiro durante uns meses em 2007 e o segundo em Novembro de 2019 até ao fim do ano, sagrando-se campeão do circuito de qualificação;
– Os portugueses venceram 19 vezes no continente europeu, 10 delas em Portugal. Duas vitórias foram na Asia, uma em África e uma na América do Norte;

Mais conteúdos da série Curiosidades Surfisticas AQUI!

Comentários

2 comentários a “As vitórias portuguesas no circuito QS”

  1. Jorge Marrecos diz:

    Peço desculpa, mas podem-me explicar ou completar o artigo com as “dezenas de resultados incríveis no Championship Tour” que o Tiago Pires alcançou? Pois não me lembro de ter ganho qualquer etapa ou sequer de ir a uma final. Alcançou por 2 ou 3 vezes um terceiro lugar, que mesmo assim não é de todo considerado um “resultado incrível”. Mas se calhar sou eu que estou enganado e ganhou algumas 20/30 etapas (“dezenas”). Obrigado, fico a aguardar!