As vitórias de Frederico Morais no Championship Tour | Parte 5

publicado há 3 meses por 0

as-vitorias-de-frederico-morais-no-ct-5

Ao longo da sua carreira Frederico Morais competiu em três etapas do Championship Tour e surfou em 8 heats. Desses 8 venceu 5, e daí para a frente, os seus heats terão outro peso pois estará a fazê-lo como membro do CT. Fica a saber mais sobre a última vitória de “Kikas” no tour como wildcard

O sistema, para assegurar uma vaga no MEO Rip Curl Pro Portugal de 2016, era semelhante ao do ano anterior, via ranking. Mas desta vez Morais estava numa posição mais favorável pois tinha como único adversário nesta disputa Vasco Ribeiro. O seu eterno rival e amigo estava a precisar de um resultado excelente para o passar no ranking durante o Billabong Pro Cascais mas perdeu cedo e Frederico ficou com a vaga, apesar de também não ter conseguido um resultado expressivo no “seu quintal”.

MEO Rip Curl Pro Portugal | 2016
Round 1 | Heat 5 – Frederico Morais VS Gabriel Medina VS Conner Coffin

Com as previsões constantemente a mudar, a organização não demorou muito a meter o round 1 na água, apesar das condições estarem abaixo do que se esperava. As ondas rondavam um metro, com sets maiores e à falta de tubos os competidores apostaram em tentar encher as ondas de manobras. Medina, como já lhe é caracteristico, apanhou mais ondas que os seus dois adversásios combinados e apesar de ter tentado alguns aéreos abusados, liderou algum tempo com notas baixas.

Morais tinha um bom plano, abusar do seu surf de backside. Sem grandes falhas o surfista de Cascais fez várias notas médias, sempre graças aos seus “combos” paulada, snap e ou reentry. A 18 minutos do fim Morais liderava com duas notas 4, contra um 5 (um pouco mais baixo) e 4 de Gabriel, enquanto que Conner, que eventualmente chegaria à final, não foi um factor neste heat.

Com duas ondas (também de 5 mas) um pouco mais altas, graças à sua fórmula executada em secções maiores, Frederico avançou directamente para o round 3, onde encontraria, pelo segundo ano consecutivo, o líder do ranking. Para esse confronto, Morais VS Florence, e muitos outros, o MEO Rip Curl Pro Portugal mudou de localização pela primeira vez em muito tempo.

Foi o Point Fabril que recebeu o round 3 e em jogo estava um resultado importante para John John Florence, que nessa altura ainda tinha Gabriel Medina a “morder os calcanhares”. Frederico era para muitos o favorito e surfou muito bem nas esquerdas do point, mas o havaiano abriu com uma onda excelente e não olhou para trás, acabando por vencer o heat e mais tarde o título e o evento!

Acompanha a prestação do surfista luso dentro de horas AQUI!

Comentários